Práticas mobilizadoras de cultura aritmética na formação de professores da Escola Normal da Província do Rio de Janeiro (1868-1889): ouvindo espectros imperiais

  • Kátia Sebastiana Carvalho dos Santos Farias Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Educação da Unicamp. Docente da Universidade Federal de Rondônia, UNIR, Campus de Guajará-Mirim

Resumo

Este texto trata de uma pesquisa desenvolvida em nível de doutorado299, tem como objetivo investigar práticas mobilizadoras de cultura aritmética que teriam sido realizadas na Escola Normal da Província do Rio de Janeiro, no período de 1868 a 1889, com o propósito de formar professores para atuarem nas chamadas "escolas de primeiras letras”. A base documental da pesquisa é constituída por: relatórios dos Presidentes da Província do Rio de Janeiro; relatórios do Diretor da Escola Normal; relatórios do Diretor da Instrução Pública; jornais A Instrução Publica e A Verdadeira Instrução Publica; revistas A Revista do Ensino; A Escola: Revista Brasileira de Educação e Ensino e a Revista do Ensino Primário; o Compêndio Elementos de Arithmetica, de Ottoni e o Compendio de Pedagogia, de Antonio Marciano da Silva Pontes. Tomamos como inspiração filosófica e metodológica o pensamento desenvolvido pelo filósofo Wittgenstein, bem como o pensamento de desconstrução de Derrida. O corpus de nossa pesquisa manifestou rastros de dois tipos de obras que mobilizaram a cultura aritmética: livros destinados à prática mercantil e livros escolares, alguns destes destinados a formar o formador, como o livro de Aritmética de Ottoni. A Aritmética na formação de professores, a partir dos anos de 1870, foi recomendado o método intuitivo efetivado no uso do Compendio de Pedagogia de Pontes.

Referências

BENJAMIN, W. Passagens. Belo Horizonte: UFMG; São Paulo: imprensa oficial do Estado de São Paulo, 2006.

CASTRO, E. S. P. Explicador de Arithmetica. 6ª ed. Alves & Cia. Rio de Janeiro, 1883.

DERRIDA, J. Del materialismo no dialéctico. Entrevista con Kadhim Jihad, Culturas, 69, 3 de agosto de 1986, pp. III-V. Disponível em: http://www.jacquesderrida.com.ar/textos/materialismo.htm. Acesso: 03.02.2013.

____. Firma, Acontecimiento, Contexto. In: Márgenes de la filosofía. Cadetra. Comunicación em el Congreso Internacional de Sociedades de Filosofia de lengua francesa. Montreal, 1971. Disponível em: <http://www.jacquesderrida.com.ar/textos/firma_acontecimiento_contexto.htm>. Acesso em: 05.03.2013.

FARIAS, K. S. C. dos S. Práticas mobilizadoras de cultura aritmética na formação de professores da Escola Normal da Província do Rio de Janeiro (1868-1889): ouvindo espectros imperiais. Campinas (SP): Tese de Doutorado. Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 2014.

FOUCAULT, M. Microfísica do Poder. (Org. Trad.) Robert Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

MCDONALD, H. Wittgenstein, Narrative Theory, and Cultural Studies. Telos: Critical Theory of Contemporary, vol. 2001, n. 121, p. 11-53.

____.The narrative act: Wittgenstein and narratology. Telos: Critical Theory of Contemporary, vol. IV. 4 (1994).

MIGUEL, A. Percursos indisciplinares na atividade de pesquisa em história (da educação matemática): entre jogos discursivos como práticas e práticas como jogos discursivos. Bolema, Volume 35ª, p. 1-57. Rio Claro (SP): UNESP, 2010.

MIGUEL, A; VILELLA, D; MOURA, A. R. L. Desconstruindo a matemática escolar sob uma perspectiva pós-metafísica de educação. Zetetiké, v. 18, Número Temático – 2010, p. 123-195. Campinas: CEMPEM-FE/UNICAMP.

SOARES, F. S. Professores – autores de compêndios de Matemática no século XIX. In: XII CIAEM-IACME, Recife, 2011. Anais eletrônicos... Recife, 2011. Disponível em: <http://www.cimm.ucr.ac.cr/ocs/files/conferences/1/schedConfs/>. Acesso em: 20.03.2012.

VILLELA, H. O. S. A primeira escola normal do Brasil: uma contribuição à história da formação de professores. Dissertação de mestrado, UFF, 1990.

VILLELA, H. O. S. A Da palmatória à lanterna mágica: a Escola Normal da Província do Rio de Janeiro entre o artesanato e a formação profissional (1868- 1876), 2002. 291f. Tese (Doutorado)- Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. Petrópolis: Vozes, 1996.

Publicado
2022-01-08
Como Citar
Farias, K. S. C. dos S. (2022). Práticas mobilizadoras de cultura aritmética na formação de professores da Escola Normal da Província do Rio de Janeiro (1868-1889): ouvindo espectros imperiais . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 799-809. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15180
Seção
Sessões Coordenadas