Formação de Professores de Matemática na Região Norte de Minas Gerais (1960- 1990): um olhar sobre Montes Claros

  • Shirley Patrícia Nogueira de Castro e Almeida Doutoranda em Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
  • Maria Laura Magalhães Gomes Docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Resumo

Esta pesquisa de doutorado, em andamento, tem como objetivo investigar a história da formação de professores de Matemática no norte de Minas Gerais, no curso de licenciatura da atual Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. O período focalizado se estende da década de 1960 até a década de 1990. Utilizamos a metodologia da História Oral, segundo os parâmetros do GHOEM – Grupo História Oral e Educação Matemática, integrando o projeto por ele desenvolvido de mapeamento da formação e atuação de professores de Matemática no Brasil. O exame das entrevistas realizadas até o momento nos mostra uma grande busca pela ampliação do quadro de professores graduados para atuar na educação básica e, também, que os alunos tornaram-se professores do curso/instituição que os havia formado.

Referências

AMADO, J. e FERREIRA, M. de M. (Coord.) Usos & abusos da história oral – 8. ed. – Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BITTENCOURT, C. M. F. Ensino de história: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

BURKE, P. (org.). A Escrita da História: novas perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 1992.

_________. A Escola dos Annales (1929-1989): a Revolução Francesa da historiografia. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

CUNHA, L. A. e GÓES, M. de. O golpe na educação. 10ª edição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1999.

DRUMOND, J. G. de F. “Universitas quae sera tamen”. Montes Claros: Revista Vínculo, n. 04, dez. 1989.

GALVÃO, A. M. de O., LOPES, E. M. T. Território Plural: a pesquisa em história da educação. 1 ed. São Paulo: Ática, 2010.

GARNICA, A. V. M. (Re)traçando trajetórias, (re)coletando influências e perspectivas: uma proposta em História Oral e Educação Matemática. In: BICUDO, M. A. V.; BORBA, M. de C. (org.). Educação Matemática: pesquisa em movimento. São Paulo: Cortez, 2004, v. único, p.151-163.

_______________. Presentificando Ausências: A Formação e a Atuação dos Professores de Matemática. In: CUNHA, A.M. de O. (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 555 -569.

LOMBARDI, J. C. História e Historiografia da Educação no Brasil. Revista HISTEDBR Online, Campinas, v. 1, p. 1-20, 2004.

MIGUEL, A.; MIORIM, M. A.; BRITO, A. J. History of Mathematics Education in Brazil. In: UNESCO (Org.). Encyclopedia of Life Support Systems (EOLSS). Oxford: UNESCO, 2013, v.1, p. 1-55.

PAULA, I. R. de. Pequena Resenha Histórica da FAFIL. Montes Claros: Revista Vínculo, Ano I, n. 01, mar. 1973.

VIDAL, D. G. & FARIA FILHO, L. M. de. História da educação no Brasil: a constituição histórica do campo (1880-1970). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 23, n. 45, p.37-70, 2003.

Publicado
2022-01-08
Como Citar
Almeida, S. P. N. de C. e, & Gomes, M. L. M. (2022). Formação de Professores de Matemática na Região Norte de Minas Gerais (1960- 1990): um olhar sobre Montes Claros . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 828-838. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15183
Seção
Sessões Coordenadas