A Matemática do Ensino Secundário na Região Sudoeste da Bahia: a prática de professores (1960-1980)

  • Tatiana Silva Santos Soares Especialista em Educação Matemática –UESB
  • Irani Parolin Santana Doutoranda em Educação Matemática –Universidade Anhanguera de São Paulo
  • Claudinei de Camargo Sant’Ana Professor Adjunto da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB

Resumo

O propósito desta pesquisa é analisar as práticas desenvolvidas pelos professores de matemática em duas escolas de ensino secundário da cidade de Vitória da Conquista-Bahia, no período de 1960 a 1980, período em que as ações do movimento de modernização da matemática tiveram maior repercussão no Brasil. Pretendemos identificar como foi desenvolvido/constituído o ensino de matemática nas escolas secundárias, segundo o desenvolvimento da prática dos professores e como se deu a constituição profissional. Para tanto, propomos a análise da documentação relativa ao ensino de matemática no Centro Integrado de Educação Navarro de Brito (CIENB) e no Complexo Escolar Abdias Menezes. No desenvolvimento da pesquisa, utilizaremos as fontes documentais que fazem parte do acervo da Secretaria Estadual de Educação, na cidade de Vitória da Conquista. Serão utilizados diários de classe, cadernos, atas, enfim, fontes escritas que darão subsídios a nossa pesquisa. Além das fontes orais, a saber, as entrevistas que serão realizadas com ex-professores e ex-alunos deste período.

Referências

BÚRIGO, E. Z. O Movimento da Matemática Moderna no Brasil. Champagnat, v. 6. n. 18, p. 35-47, maio/ago. 2006.

CARVALHO, J.B.P. Euclides Roxo e as polêmicas sobre a modernização do ensino da matemática. In: VALENTE, W. R. Euclides Roxo e a modernização do ensino da matemática no Brasil. Brasília: Universidade de Brasília, 2004.p.85-89.

D’AMBRÓSIO, B. S. The dynamics and consequences of the modern mathematics reform movement for Brazilian mathematics education. 1987. Tese (Doutorado em Filosofia) - Indiana University – USA, 1987.

DIAS, A. L. M. Matemática no Brasil: um estudo da trajetória da historiografia. Revista Brasileira de História da Matemática. Rio Claro, v. 2, n. 4, p. 169-195, out/mar. 2003.

DUARTE, A. R. S. A Participação do Matemático Omar Catunda no MMM da Bahia. In: MATOS Jose Manuel; VALENTE Wagner Rodrigues (orgs.) Op. cit.. p. 163-170.2007.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas/SP: Autores Associados, SBHE, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

LE GOFF, J. História e memória. 5. ed. Tradução Bernardo Leitão. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2003.

NEVES, E. F. História regional e local: fragmentação e recomposição da historia na crise da modernidade. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana; Salvador: Arcádia, 2002.

NUNES, A.D.A. Fontes para a história da educação. In: Práxis Educacional/Revista do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – n. 2 (nov. 2006). – Vitória da Conquista: Edições Uesb, 2006.

SACRISTAN, J.G. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Trad. Ernani F.da F.Rosa. 3 ed. Porto Alegre:ArtMed,2000.

SANTANA, I. P. A trajetória e a contribuição dos professores de matemática para a modernização da matemática nas escolas de Vitória da Conquista e Tanquinho (1960-1970). 2011.115 f. Dissertação (mestrado)- Universidade Federal da Bahia, Instituto de Física. Universidade Estadual de Feira de Santana, 2011.

VALENTE, W. R. A .Matemática Moderna nas escolas do Brasil: um tema para estudos históricos comparativos. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 18, p. 19-34, maio/ago. 2006.

Publicado
2022-01-10
Como Citar
Soares, T. S. S., Santana, I. P., & Sant’Ana, C. de C. (2022). A Matemática do Ensino Secundário na Região Sudoeste da Bahia: a prática de professores (1960-1980) . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 1124-1130. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15215
Seção
Sessões Coordenadas