Formação de Professores de Matemática no Médio Araguaia – MT nas décadas de 1980-1990

  • Williane Barreto Moreira Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática – IGCE – Unesp – Rio Claro – SP;
  • Ivete Maria Baraldi Docente do Departamento de Matemática – FC – Unesp – Bauru – SP;

Resumo

O presente artigo é fruto de uma pesquisa de mestrado em andamento que visa mostrar uma versão histórica da formação de professores de Matemática no Médio Araguaia – MT, desde a implantação do Projeto Inajá, ainda na década de 1980, até as Licenciaturas Plenas Parceladas em Matemática, que se fazem presente na região ainda nos dias atuais. Valendo-se para isso da metodologia da História Oral, o estudo abordado faz parte de um projeto maior de mapeamento da formação de professores de Matemática no Brasil. Além dos depoimentos produzidos, estão sendo utilizadas fontes escritas disponíveis, no esforço de escrever uma versão histórica para o tema em questão. Como considerações para este, trago uma parte das análises preliminares já elaboradas, que mostram cursos ofertados para a formação de professores, bem como as contribuições trazidas ao Médio Araguaia por meio dos Projetos Inajá e Parceladas.

Referências

CAMARGO, D. M. P. Mundos Entrecruzados: Formação de Professores Leigos. Campinas-SP: Alínea, 1997.

CASTRO, M. 64: Conflito Igreja X Estado. Petrópolis-RJ: Vozes, 1984.

GENTIL, H. S. Identidades de Professores e Rede de Significações - configurações que constituem o “nós, professores”. 2005. 302 f. Tese (Doutorado) – Faced/UFRGS, Porto Alegre, 2005.

UNEMAT. Disponível em Acesso em 05 out.13.

ROLKOUSKI, E. Vida de Professor de Matemática – (im) possibilidades de leitura. 2006. 298 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – UNESP, Rio Claro, 2006.

SOARES, I.M. A Formação do Professor em exercício: Uma analise da Licenciatura Plena Parcelada em Matemática da Unemat-MT. 2005. 134 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade São Francisco, Itatiba, 2005.

SOUSA, J. A construção da identidade profissional do professor de matemática no Projeto Licenciaturas Parceladas da Unemat-MT. 2009. 287 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – PUC/SP , 2009.

STRENTZKE, I. Inajá homem-natureza e geração tucum: uma análise da proposta pedagógica de 1987 a 2000. 2011 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – UFMT, Rio Claro, 2011.

Publicado
2022-01-10
Como Citar
Moreira, W. B., & Baraldi, I. M. (2022). Formação de Professores de Matemática no Médio Araguaia – MT nas décadas de 1980-1990 . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 1140-1145. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15217
Seção
Sessões Coordenadas