Produto Educacional advindo de um Mestrado Profissional: perspectivas e desafios quanto sua aplicabilidade, em especial, no ensino de Matemática

  • Cídia Paula Alves Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

Nesta comunicação, apresentaremos nosso projeto de pesquisa de Mestrado, cuja execução se inicia, uma vez que adentramos no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática (PPGECNM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Nosso objetivo é analisar a aplicabilidade e os possíveis impactos educacionais dos Produtos Educacionais elaborados pelos egressos dos Cursos de Programas de Pós-Graduação no âmbito dos Mestrados Profissionais na Área de Ensino da UFRN. Logo, percorreremos na perspectiva da História Cultural (Chartier, 1990), e realizaremos um questionário fechado (Laville & Dionne, 1999) com os egressos do referido Programa, uma pesquisa bibliográfica nas dissertações defendidas, de 2004 a 2018, por meio do repositório da UFRN e uma pesquisa documental, à medida que analisaremos esses Produtos como documento/monumento (Le Goff, 2003). Para análise, faremos a triangulação das fontes (Brito, 2008), a fim de responder ao objetivo desse estudo.

Biografia do Autor

Cídia Paula Alves, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Área de Matemática 

Cídia Paula da Costa Alves

Referências

Brito. A. J. (2008). A USAID e o Ensino de Matemática no Rio Grande do Norte. Bolema, 30, 1-25.

Chartier, R. (1990). A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES). (2013). Comunicado Conjunto nº 001/2013 – Áreas de Ensino e de Educação. Perspectivas de Cooperação e Articulação. CAPES: Brasília.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES). (2016). Considerações Sobre Classificação de Produção Técnica. CAPES: Brasília.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES). (2016). Documento de Área 2016. CAPES: Brasília.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES). (2017). Ficha de Avaliação. Plataforma Sucupira. CAPES: Brasília.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Laville, C & Dionne, J. (2009). A Construção do Saber: Manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artimed.

Le Goff, J. (2003). História e Memória. Campinas: Unicamp.

Libâneo. J. C. (2006). Didática. São Paulo: Cortez.

Lima, T. C. S. & Mioto, R. C. T. (2007). Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis, 10, 37-45. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rk/v10nspe/a0410spe.pdf.

Moreira, M. A. (2004). O mestrado (profissional) em ensino. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 1, 131-142.

Moreira, M. A. & Nardi, R. (2009). O mestrado profissional na área de Ensino de Ciências e Matemática: alguns esclarecimentos. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 2, 1-9. Disponível em: http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/26/23

Ostermann, F. & Rezende, F. (2009). Projetos de desenvolvimento e de pesquisa na área de ensino de Ciências e Matemática: uma reflexão sobre os Mestrados Profissionais. Caderno Brasileiro do Ensino de Física. 26, 66-80.

Silva, M. G. L., Noronha, C. A. & Araújo, M. F. (2012). 10 anos do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática da UFRN: revelando novas fronteiras. In M. G. L. da Silva, A. Mohr & M. F. F. de Araújo. (pp. 09-26). Natal: EDUFRN,

Publicado
2019-04-25
Seção
Sessões Coordenadas