Os “Elementos de Álgebra” de João Borges e Gomes Cardim: indícios de mudanças da álgebra para ensinar na Escola Normal de São Paulo, 1903

  • Ana Maria Basei Universidade Federal de São Paulo

Resumo

Apresenta-se aqui resultados parciais de uma pesquisa de doutorado em desenvolvimento, que visa identificar as finalidades da álgebra na formação de professores na Escola Normal de São Paulo, entre 1890 e 1950.  Os resultados parciais foram obtidos articulando o nome do professor responsável pela matéria de Álgebra na Escola Normal de São Paulo, um programa de ensino da matéria para o ano de 1894, os nomes dos compêndios adotados em 1894 e 1903 e os referenciais teórico-metodológicos vindos de análise sócio-histórica do saber profissional dos professores, elaborados pela Equipe de Pesquisa em História Social da Educação - ERHISE -da Universidade de Genebra, na Suíça. Os resultados evidenciam um período específico onde ocorre a inclusão de um novo compêndio nas aulas de Álgebra. Com a inclusão do compêndio é possível verificar indícios de mudanças da álgebra para ensinar na Escola Normal de São Paulo.

Referências

Barbier, J. (1996) ( Ed) Savoirs théoriques et savoirs d’action. Paris: PUF.

Borges, J. & Cardim, G., (1903, março 18). Os autores dos Elementos de Algebra ao publico São Paulo. O Estado de São Paulo, n.8875, 3

Borges, J. & Cardim, G. (1914). Elementos de Álgebra ( 6a ed.). (Obra original publicada em 1903). Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves & Companhia.

Cericato, I. L. (2016) A profissão docente em análise no Brasil: uma revisão bibliográfica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 97(246), 273-289. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S2176-6681/373714647.

Dias, M. H. (2002) Professores da Escola Normal de São Paulo – 1846 - 1890 – a história não escrita. FEUSP.

Fiorentini, D., Passos, C. L. B. & Lima, R. C. R. (Orgs.). (2016) Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina matemática: período 2001-2012. Campinas: FE/UNICAMP. Retirado em 14 de julho, 2018, de https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/pf/subportais/biblioteca/fev-2017/e-book-mapeamento-pesquisa-pem.pdf.

Hébrard, Jean (2007). A lição e o exercício: algumas reflexões sobre a história das práticas escolares de leitura e escrita. In Educação. Revista do Centro de Educação. Santa Maria, 32(1),11-20. Retirado em 14 de julho, de https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/657

Hofstetter, R. & Schneuwly, B. (2017). Saberes: um tema central para as profissões do ensino e da formação. In R. Hofstetter & W. R. Valente (Orgs.), Saberes em (trans) formação: tema central da formação de professores (pp. 113-172). São Paulo: Editora Livraria da Física.

Hofstetter, R. & Schneuwly, B. (2014). Disciplinarisation et disciplination consubstantiellement liées. Deux exemples prototypiques sous la loupe : les sciences de l’éducation et des didactiques des disciplines. In: Balz Engler (Orgs.),. Disziplin- Discipline. Fribourg: Academic Press ( pp. 27-46).

Lei nº 88, de 8 de Setembro de 1892. (1892). Reforma a instrucção publica do Estado. Retirado em 14 de julho, 2018, de https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1892/lei-88-08.09.1892.html

Lei nº 169 de 7 de agosto de 1893. (1893). Addita diversas disposições á lei n. 88, de 8 de Setembro de 1892. Retirado em 14 de julho, 2018, de https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1893/lei-169-07.08.1893.html

Outier, J., Passeron, J. & C.; Revel, J. (Ed) (2006). Qu’est-ce qu’une discipline? Paris: Editions EHESS.

Ottoni, C. B. (1879) Elementos de Álgebra (4a ed.). Correcta e Augmentada. Rio de Janeiro: Nicolau Alves e E & H. Laemmert. (Obra original publicada em 1852). Retirado em 14 de julho, 2018, de: https://app.uff.br/riuff/handle/1/762

Prestes, G. (1894) Relatório da Escola Normal apresentado ao sr. dr. Cesário Motta Junior, Secretário dos Negócios do Interior, por Gabriel Prestes, diretor da Escola Normal em 1894. In Relatório apresentado ao Presidente do Estado de São Paulo por Cesário Motta Junior, Secretário dos Negócios do Interior em 28.3. 1894. São Paulo: Typographia a Vapor de Vanorden & COm. Retirado em 14 de julho, 2018, de http://200.144.6.120/uploads/acervo/periodicos/relatorios_educacao/RDRSP1894.pdf

Saviani, D. (2009) Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira da Educação, 14(40),143-155. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n40/v14n40a12.pdf.

Valente, W.R. (2000) Positivismo e Matemática Escolar dos Livros Didáticos no Advento da República. Cadernos de Pesquisa, (109), 201-212. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742000000100009

Valente, W. R., Bertini, L. de F., Pinto, N. B. & Moraes, R. dos S. (2017) A Matemática na Formação de Professores e no Ensino: processos e dinâmicas de produção de um saber profissional, 1890-1990. Projeto de Pesquisa. São Paulo: FAPESP. Disponível em: <http://bv.fapesp.br/pt/auxilios/98879/a-matematica-na-formacao-de-professores-e-no-ensino-processos-e-dinamicas-de-producao-de-um-saber-p/?q=17/15751-2>

Publicado
2019-04-24
Seção
Sessões Coordenadas