BABEL multiculturalista

  • Eneida Maria de Souza UFMG

Resumo

A primeira motivação para a escolha do tema deste texto foi o filme Babel, de 2006, do diretor mexicano Alejandro González Iñarritu, com roteiro de Guillermo Arriaga. A sensibilidade no tratamento de questões ligadas a diferen- tes culturas, a montagem simultânea de cenas enfocando quatro países, os dra- mas das personagens guiados por fios e conexões inusitadas, representam uma das mais originais perguntas feitas ao mundo neste momento pós-11 de setem- bro. Sem a pretensão de esgotar a leitura do filme por ter escolhido o viés do multiculturalismo e das diversas modalidades assumidas pelos discursos da modernidade, acredito estar contribuindo para a discussão da complexa rede conceitual construída pela crítica cultural ao longo dos últimos anos.

Biografia do Autor

Eneida Maria de Souza, UFMG
Professora titular em Teoria da Literatura da UFMG; professora Emérita da UFMG; graduada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (1966), mestre em Letras (Literatura Brasileira) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975) e doutora em Literatura Comparada - Semiologia - Université de Paris VII (1982). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, atuando principalmente nos seguintes temas: critica cultural, dependência cultural, Mário de Andrade, biografia literária e critica brasileira. Orientou 7 bolsistas de pós-doutorado, 3 bolsistas recém-doutores com bolsa PRODOC, 22 teses de doutorado,7 dissertações de mestrado, 3 bolsistas de Apoio Técnico, 4 monografias de final de curso, 17 bolsistas de Iniciação Científica.Tem 8 livros publicados, 18 livros sob sua organização, vários artigos em periódicos nacionais e estrangeiros, além de mais de vinte capítulos de livros. Últimos títulos publicados: Critica cult (2002-2007); Pedro Nava- o risco da memória (2004); Tempo de pós-critica (2007/2011), O século de Borges, (2a edição, 2009), Correspondência - Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa, Organização, introdução e notas (2010)- Prêmio Jabuti 2011; Janelas indiscretas - Ensaios de crítica biográfica (2011), Tempo de pós-crítica, 2a. edição (2012); Modernidade toda prosa, em coautoria com Marília Rothier Cardoso (2014). Participa do Projeto do Acervo de Escritores Mineiros da FALE/UFMG, com a pesquisa "Retratos da cultura popular: diário. ficção, iconografia" (2016/2021). Atuou e atua como membro do comitê editorial de várias revistas nacionais, revista Margens/Márgenes. Assessora ad hoc da CAPES, FAPERJ, FAPESP, FAPESB, CNPq, UERJ. Exerce atividades interinstitucionais como professora-visitante em várias universidades brasileiras, como a UFBA, UERJ, PUC/Rio, UFJF, UFRN, UFC, UFRGS, além de universidades estrangeiras, como as de Nottingham (Inglaterra), Poitiers (França), San Andrés (Argentina). Pesquisadora 1A do CNPq. Bolsa de Professor Visitante Nacional Sênior (CAPES), na UFSJ- 2010/2012.- 2012/2014.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

APPADURAI, Arjun. La modernidad desbordada – dimensiones culturales de la globalización. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2001.

BEVERLEY, John. Subalternidad y representación. Madrid: Iberoamericano, 2004.

CANCLINI, Néstor Garcia. Diferentes, desiguais e desconectados. Trad. Luiz Sergio Henriques. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2005.

DERRIDA, Jacques. Torres de Babel. Trad. Júnia Barreto. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

GIDDENS, Anthony; BECK, Ulrich; SCOTT, Lash. Modernização reflexiva. Política, tradição e esté- tica na ordem social moderna. São Paulo: Editora UNESP, 1997.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

JAMESON, Fredric. Pós-modernismo – a lógica cultural do capitalismo tardio. Trad. Maria Elisa Cevasco. São Paulo: Ática, 1996.

LACLAU, Ernesto. La razón populista. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2005.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Editora UFMG, 1997.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Globalización y multiculturalidad: notas para una agenda de investigación. In: . MORAÑA, Mabel (Ed.). Nuevas perspectivas desde/sobre América Latina : el desafío de los estudios culturales. Santiago: Cuarto propio. 2002. p. 19-34

VIRNO, Paolo. Gramatica de la multitud: para una análisis de las formas de vida contemporánea. Madrid: Traficantes de sueños. 2003.

Publicado
2017-08-28
Seção
Artigos