Apresentação

Palavras-chave: Educação linguística na infância, Formação docente

Resumo

Este dossiê temático buscou contribuir para o debate no campo da educação linguística na infância, reunindo trabalhos com focos diversos. Em sua pluralidade de olhares e temas, os artigos que compõem este volume muito contribuem para o debate construtivo e crítico acerca das particularidades e desafios da área de educação linguística na infância, em sua interface com as áreas das políticas públicas e da formação docente.

 

Informações:

Cláudia Hilsdorf Rocha (IEL/UNICAMP)

Doutora em Linguística Aplicada 

chr@unicamp.br

 

Claudia Kawachi-Furlan (UFES) - 

Doutora em Linguística

claudia.furlan@ufes.br

 

Juliana Reichert Assunção Tonelli (UEL)

Doutora em Estudos da Linguagem 

jtonelli@uel.br

 

Sandra Regina Buttros Gattolin (UFSCar)

Doutora em Linguística Aplicada

sandragattolin@ufscar.br

Referências

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

LIMA, A. P. Formação profissional de professores de inglês para crianças do ensino fundamental I: possibilidades para a formação e trabalho docente. 2019. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho, São Carlos-SP, 2019.

ROCHA, C. H. Provisões para Ensinar LE no Ensino Fundamental de 1ª a 4ª Séries: dos Parâmetros Oficiais e Objetivos dos Agentes. 2006. 339f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

ROCHA, C. H. Propostas para o inglês no ensino fundamental I público: plurilinguismo, transculturalidade e multiletramentos. 2010. 243f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) - Instituto de Estudos da Linguagem – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

ROCHA, C. H. Reflexões e propostas sobre Língua estrangeira no ensino fundamental I: plurilinguismo, multiletramentos e transculturalidade. Campinas, SP: Pontes, 2012.

ROCHA, C. H.; LIBERALI, F. C. Ensino de línguas nos anos iniciais de escolarização: breves reflexões sobre bilinguismo e letramentos. In: FIGUEIREDO, A. R. (Orgs.). Alfabetização e letramento: prática reflexiva no processo educativo. São Paulo: Humanitas/FFCLH-USP, 2017.

SANTOS, L. I. S. Crenças acerca da inclusão da língua inglesa nas séries iniciais: quanto antes melhor? 2005. 230 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) – Universidade Federal do Mato Grosso, 2005.

SANTOS, L. I. S. Professores de língua inglesa para crianças: interface entre formação inicial e continuada, experiência e fazer pedagógico. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, v. 11, n.1, p. 223-246, 2011.

SANTOS, L. I. S.; BENEDETTI, A. M. Professores de língua estrangeira para crianças: conhecimentos teórico-metodológicos desejados. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 48, n. 2, p. 333-351, jul./dez. 2009.

SÃO PEDRO, J. Língua inglesa, transculturalidade e transdisciplinaridade no ensino fundamental I: percursos e representações docentes. 2016. Tese (Doutorado) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, 2016.

TANACA, J. J. C. Aprendizagem expansiva em espaços híbridos de formação continuada de professoras de Inglês para crianças no Projeto Londrina Global. 2017. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2017.

TONELLI, J. R. A.; PÁDUA, L. S. O estado da arte de pesquisas sobre ensino e formação de professores de línguas estrangeiras para crianças. In: TONELLI, J. R. A.; PADUA, L. S.; OLIVEIRA, T. R. (Orgs.). Ensino e formação de professores de línguas estrangeira para crianças no Brasil. Curitiba, PR: APPRIS, 2017. p. 17–40.

VICENTIN, K. A. Inglês nos anos iniciais no Ensino Fundamental público: de representações de professores a políticas linguísticas. 2013. 149 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) – Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2013.

Publicado
2022-06-07