Resumo: <br>Indicadores de Qualidade da Terapia Nutricional em Unidade de Terapia Intensiva. PECIBES, supl.1, 45, 2015

  • Teresa Cristina Abranches Rosa
  • Mariana Raslan
  • Albert Schiaveto de Souza
  • Karine de Cássia Freitas Gielow

Resumo

A terapia nutricional é uma ferramenta terapêutica dentro da gama de cuidados intensivos, por isso existe a preocupação em aumentar sua eficiência, o que pode ser conseguido a partir dos indicadores de qualidade. Assim, o objetivo do estudo foi avaliar a qualidade da terapia nutricional na Unidade de Terapia Intensiva Adulto do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian. Esse trabalho trata-se de um estudo transversal retrospectivo com pacientes com 18 anos ou mais, de ambos os sexos, que fizeram uso de terapia nutricional no período 1/7/2012 a 31/7/2013. Foram aplicados dez indicadores selecionados a partir da lista desenvolvida pela força-tarefa de nutrição clínica do International Life Sciences Institute – Brasil, expressos em metas percentuais. A análise estatística foi realizada no programa SPSS, 22.0, com nível de significância de 5%. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (parecer nº438.328, 28/10/2013). As análises demonstraram que 95 pacientes atendiam aos critérios de inclusão/exclusão. A maioria era do sexo masculino (58,95%), tinha 60 anos ou mais (60%), o diagnóstico mais recorrente foi a pneumonia (30,52%), o tempo de internação foi de 16,56 + 16,00 dias, 93,68% evoluíram a óbito e 94,73% fizeram uso de terapia nutricional enteral. O tempo de internação de pacientes que apresentaram diarreia foi significativamente maior (p=0,005). Houve correlação entre tempo de diarreia e tempo de internação (p=0,001; r=0,364). Os indicadores avaliaram a realização de triagem e avaliação nutricional, ocorrência de jejum > 24 horas, diarreia, alterações glicêmicas e infecção de cateter venoso central, além de problemas relacionados à sonda e indicação da terapia nutricional. Apenas três indicadores atenderam plenamente à meta. Assim, infere-se que a aplicação dos indicadores permitiu identificar as conformidades e pontos que ainda precisam ser corrigidos. Uma aplicação rotineira desses indicadores e a implantação de protocolos pode contribuir para a melhoria da qualidade da terapia nutricional.
Publicado
2017-09-20