Artigo Original: <br>Higiene bucal: Percepção dos alunos e modelo educativo. PECIBES, 56-63, 2017.

  • Érica Odalha de Souza
  • Willian Ayala Correa
  • Cláudia Nunes Santos-Barbosa
  • Silvia Cordeiro das Neves Editoração, Programa de Mestrado em Farmácia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Campo Grande - MS, Brasil
  • João Renato Pesarini
  • Rodrigo Juliano Oliveira

Resumo

A saúde bucal é uma importante questão que deve ser trabalhada com os escolares desde cedo. Na escola, as campanhas e ações de escovação, uso do fio dental e bochecho com flúor são frequentes. No entanto, na maioria das vezes são encaradas como ações repetitivas que não despertam o interesse dos alunos assim como uma aprendizagem significativa. Frente ao exposto a presente pesquisa teve por objetivo, ao longo do período que se desenvolveu o Estágio Curricular Supervisionado do curso de Ciências Biológicas, utilizar o recurso de modelo didático para discutir o tema saúde bucal, conhecer as percepções dos alunos do 7º e 8º anos do Ensino Fundamental e verificar as possíveis mudanças de postura sobre o tema. Os resultados demonstraram que o uso do modelo didático é motivador e desperta a atenção dos alunos. Pode-se observar ainda que quando as ações das campanhas de escovação são (re) significadas podem determinar aprendizagem que leva a mudanças na percepção dos alunos, o que acarretaria uma melhor qualidade de vida dos estudantes bem como de seus familiares caso esses sejam disseminadores de conhecimento.

Publicado
2017-11-29
Seção
Artigos Originais