Relato de caso clinico: Fratura do complexo zigomático orbitário

  • Silvia Roncatti Naveira
  • G. S. Pelissaro
  • J. C. G. Mendonça
  • J. G. P. Oliveira
  • A. B. S. Herculano
  • E. C. Gaetti-Jardim

Resumo

O osso zigomático é um osso craniano par, que se encontra no terço médio da face. Sua forma é achatada e quadrangular, possuindo três faces (malar, orbital e temporal) e três processos (frontal, maxilar e temporal). Em virtude da sua projeção na face, o complexo zigomático configura-se como uma das regiões de maior acometimento das fraturas faciais gerando complicações não apenas estéticas mas sobretudo funcionais. Deste modo, o objetivo deste trabalho é relatar o caso um paciente do sexo masculino, 42 anos de idade, que compareceu ao Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, relatando ser vítima de agressão física, recebendo contra a face objeto contundente. Apresentava assimetria facial às custas de edema em região zigomática a esquerda, equimose, relatando alteração de sensibilidade no trajeto do nervo infra-orbitário ipsilateral bem como desnivelamento ósseo na mesma região a palpação. Ao exame de imagem constatou-se presença de fraturas múltiplas em região de rebordo e parede lateral de órbita, pilares canino e zigomático-maxilar todos do lado esquerdo. Sendo assim, em virtude do quadro optou-se pelo tratamento cirúrgico sob anestesia geral para redução e fixação das fraturas acima. Em pós-operatório imediato o paciente apresentou tanto clinicamente como em exames de imagem bom nivelamento ósseo, dispositivos de fixação em posição e ausência de sinais e sintomas de infecção. O mesmo foi observado em pós-operatórios subsequentes configurando até o momento o resultado satisfatório da terapêutica empregada.

 

 

Palavras-chave: Fraturas ósseas. Traumatologia. Zigoma.