Discussões Matemáticas em Aulas de Cálculo Diferencial e Integral e as Ações do Professor

Palavras-chave: Ensino de Matemática, Ensino de Cálculo Diferencial e Integral, Discussões Matemáticas, Raciocínio matemático., Tarefas exploratórias.

Resumo

O objetivo geral deste trabalho é investigar as ações do professor na condução das discussões matemáticas, no contexto do trabalho com tarefas exploratórias em aulas de Cálculo Diferencial e Integral. Desenhado como uma pesquisa qualitativa, de cunho interpretativo, o estudo considerou transcrições do diálogo entre o professor e os estudantes ingressantes em um curso de Engenharia acerca da resolução de uma tarefa envolvendo diferentes representações de funções. Como resultados, destacamos que foram oportunizados aos alunos momentos para se expressarem (em geral, pelas ações de convidar e guiar/apoiar), elaborarem justificativas e refletirem sobre aspectos nos quais não haviam pensado anteriormente (pela ação de desafiar), “atiçando” sua criatividade e, consequentemente, fortalecendo seu raciocínio. Tais momentos ampliaram a capacidade dos alunos de raciocinar matematicamente, fazendo-os pensar, compreender ideias matemáticas e aplicá-las.

Biografia do Autor

André Luis Trevisan, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutor em Ensino de Ciências e Educação Matemática. Docente da Universidade Federal Tecnológica do Paraná. E-mail: andreluistrevisan@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-8732-1912.

Marcio Alexandre Volpato, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Mestre em Ensino de Matemática. Docente da Educação Básica (SEED-PR). E-mail: marciovolpato@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5209-6708.

Referências

ARAMAN, Eliane Maria de Oliveira; SERRAZINA, Maria de Lurdes Marquês; PONTE, João Pedro da. “Eu perguntei se o cinco não tem metade”: ações de uma professora dos primeiros anos que apoiam o raciocínio matemático. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v.21, n.2, 466-490, 2019. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/42505. Acesso 05 jul. 2021.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto Alegre: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução no 2, de 24 de abril de 2019. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia. Brasília (Brasil), 26 abr. 2019. Edição 89. Seção 1, p. 43.

BRODIE, Karin. Teaching mathematical reasoning in secondary school classrooms. New York: Springer, 2010.

CABRAL, Tânia Cristina Baptista. Metodologias Alternativas e suas Vicissitudes: ensino de matemática para engenharias. Perspectivas da Educação Matemática, v. 8, p. 208-245, 2015.

ELLIS, Amy; ÖZGÜR, Zekiye; REITEN, Lindsay. Teacher moves for supporting student reasoning. Mathematics Education Research Journal, v. 30, n. 2, p. 1-26, jun. 2018. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s13394-018-0246-6. Acesso em 05 jul. 2021.

FONSECA, Maycon Odailson dos Santos. Proposta de tarefas para um estudo inicial de derivadas. 2017. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina-PR, 2017

GALBRAIT, Peter. Mathematics as reasoning. The Mathematics Teacher, v. 88, n. 5, p. 412-417, 1995.

GONCALVES, Willian José; TREVISAN, André Luis; SILVA, Daniel Daré Luziano; RIBEIRO, Alessandro Jacques. Raciocínio covariacional em aulas de Cálculo: desenvolvimento a partir do uso de tarefas. Zetetiké, v. 28, p. 135-20, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8656038>. Acesso em 05 jul. 2021.

LANNIN, John; ELLIS, Amy; ELLIOT, Rebekah. Developing essential understanding of mathematics reasoning for teaching mathematics in prekindergarten-grade 8. Reston, VA: National Council of Teachers of Mathematics, 2011.

MATA-PEREIRA, Joana. Ações de professores para promover o raciocínio matemático. Tese (Doutorado em Educação, especialidade de Didática da Matemática). Universidade de Lisboa, Lisboa, 2018.

OLIVEIRA, Paulo. O raciocínio matemático à luz de uma epistemologia. Educação e Matemática, 100, p. 3-9, 2008.

ORFALI, Fabio. A conciliação das ideias do cálculo com o currículo da educação básica: o raciocínio covariacional. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

PONTE, João Pedro da. Gestão curricular em matemática. In: GTI (Ed.) O professor e o desenvolvimento curricular. Lisboa: APM, 2005. p. 11-34.

PONTE, João Pedro. Tarefas no ensino e na aprendizagem da Matemática. In: PONTE, João Pedro da (Org.). Práticas profissionais dos professores de matemática. Lisboa. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014, p. 13-27.

PONTE, João Pedro da; MATA-PEREIRA, Joana; QUARESMA, Marisa. Ações do professor na condução de discussões matemáticas. Quadrante, vol. XXII, n. 2, p. 55-81, 2013.

PONTE, João Pedro da; QUARESMA, Marisa; MATA-PEREIRA, Joana. Como desenvolver o raciocínio matemático na sala de aula? Educação e Matemática, v. 156, p. 7-11, 2020.

PONTES, Edel Alexandre Silva. A arte de ensinar e aprender Matemática na educação básica: um sincronismo ideal entre professor e aluno. Revista Psicologia & Saberes, v. 7, p. 163-173, 2018.

POWELL, Arthur Belford; FRANCISCO, John M.; MAHER, Carolyn A. Uma abordagem à análise de dados de vídeo para investigar o desenvolvimento de ideias e raciocínios matemáticos de estudantes. Bolema, v. 17, n. 21, p. 81-140, 2004. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/10538/6944. Acesso em 06 jul. 2021.

RAMOS, Nélvia Santana. Sequências numéricas como desencadeadoras do conceito de convergência: episódios de resolução de tarefas. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina- PR, 2017.

RODRIGUES, Cátia; MENEZES, Luís; PONTE, João Pedro da. Práticas de Discussão em Sala de Aula de Matemática: os casos de dois professores. Bolema, v. 12, n. 61, p. 398-418, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bolema/v32n61/0103-636X-bolema-32-61-0398.pdf. Acesso em 06 jul. 2021.

STEIN, Mary Kay; SMITH, Margaret Schan. Tarefas matemáticas como quadro para reflexão. Educação e Matemática, n.105, p. 22-28, 2009. Disponível em: http://p3m.ie.ul.pt/files/files/download/fileid/119. Acesso em 06 jul. 2021.

STEIN, Mary Kay et al. Orchestrating productive mathematical discussions: Five practices for helping teachers move beyond show and tell. Mathematical Thinking and Learning, v. 10, n. 4, p. 313-340, 2008. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/10986060802229675. Acesso em 06 jul. 2021.

TREVISAN, André Luis; ARAMAN, Eliane Maria de Oliveira. Argumentos Apresentados por Estudantes de Cálculo em uma Tarefa de Natureza Exploratória. Educação Matemática Pesquisa, v. 23, p. 591-612, 2021a. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/51922. Acesso em 06 jul. 2021

TREVISAN, André Luis; ARAMAN, Eliane Maria de Oliveira. Processos de raciocínio matemático mobilizados por estudantes de Cálculo em tarefas envolvendo representações gráficas. Bolema, v. 35, p. 158-178, 2021b. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bolema/a/zpcnfZTGbHWvbJq8vKm4MBj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 06 jul. 2021.

TREVISAN, André Luis; MENDES, Marcele Tavares. Integral antes de derivada? Derivada antes de integral? Limite, no final? Uma proposta para organizar um curso de Cálculo Integral. Educação Matemática Pesquisa, v. 19, n. 3, p. 353-373, 2017. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/33318. Acesso em 06 jul. 2021.

TREVISAN, André Luis; MENDES, Marcele Tavares. Ambientes de ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral organizados a partir de episódios de resolução de tarefas: uma proposta. Revista Brasileira de Ensino e Tecnologia, v. 11, n. 1, p. 209-227, 2018. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/5702. Acesso em 06 jul. 2021.

VOLPATO, Marcio Alexandre. Ações do professor para promoção do raciocínio matemático em momentos de discussão coletiva em aulas de Cálculo. 2022. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina- PR, 2022.

Publicado
2022-04-29
Como Citar
TREVISAN, A. L.; VOLPATO, M. A. Discussões Matemáticas em Aulas de Cálculo Diferencial e Integral e as Ações do Professor. Perspectivas da Educação Matemática, v. 15, n. 37, p. 1-21, 29 abr. 2022.