A Formação Matemática de Alunos do Primeiro Ano do Ensino Fundamental em Atividades de Modelagem Matemática: uma Perspectiva Wittgensteiniana

Emerson Tortola, Lourdes Maria Werle de Almeida

Resumo


Neste artigo investigamos, à luz da perspectiva filosófica de Ludwig Wittgenstein, a formação matemática de alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental por meio de atividades de modelagem matemática. A parte empírica da pesquisa compreende a análise de atividades de modelagem matemática e nos fornece indícios de como os alunos lidaram com os conceitos de número, de adição e passaram a ver regularidades envolvidas nas situações investigadas. As análises sinalizaram o potencial de atividades de modelagem matemática para subsidiar a formação matemática dos alunos, inserindo-os em diferentes contextos de uso da matemática, a partir dos quais eles puderam construir seus modelos matemáticos e aprender regras de uso da linguagem matemática associadas aos conceitos que emergiram das atividades. A discussão sobre a aplicabilidade dos modelos matemáticos construídos a outras situações pode ajudar os alunos a desvincular a matemática das situações empíricas que deram origem à discussão do conceito, mostrando que a matemática tem natureza normativa.


Palavras-chave


Modelagem Matemática. Educação Matemática. Anos Iniciais. Linguagem. Wittgenstein.

Texto completo:

142-161

Referências


ALENCAR, E. S.; LAUTENSCHLAGER, E. (Orgs.). Modelagem matemática nos anos iniciais. São Paulo: Editora Sucesso, 2014.

ALMEIDA, L. W.; SILVA, K. P.; VERTUAN, R. E. Modelagem Matemática na Educação Básica. São Paulo: Contexto, 2012.

BARBOSA, J. C. Uma perspectiva de Modelagem Matemática. In: CONFERÊNCIA NACIONAL SOBRE MODELAGEM E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 3., 2003, Piracicaba. Anais...Piracicaba: UNIMEP, 2003.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática: uma nova estratégia. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

BURAK, D.; MARTINS, M. A. Modelagem matemática nos anos iniciais da Educação Básica. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba, v. 8, n. 1, p. 92-111, jan./abr. 2015.

DOERR, H. M.; ENGLISH, L. D. A modeling perspective on students’ mathematical reasoning about data. Journal for Research in Mathematics Education, Reston, v. 34, n. 2, p. 110-136. 2003.

ENGLISH, L. Mathematical modelling with Young learners. In: LAMON, S. J.; PARKER, W. A.; HOUSTON, S. K. (Eds.). Mathematical Modelling: a way of life. Chichester: Horwood Publishing, 2003. p. 3-18.

ENGLISH, L. D. Modeling with Complex Data in the Primary School. In: LESH, R.; et al. (Eds.). Modeling students’ mathematical modeling competencies. 2010. Springer: New York, London, 2010. p. 287-300.

GOTTSCHALK, C. A natureza do conhecimento matemático sob a perspectiva de Wittgenstein: algumas implicações educacionais. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, Campinas, v. 14, n. 2, p. 305-334, jul.-dez. 2004.

KAVIATKOVSKI, M. A. C. A modelagem matemática como metodologia de ensino e aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2012. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2012.

LUNA, A. V. Modelagem Matemática nas séries iniciais do Ensino Fundamental: um estudo de caso no 1º ciclo. In: CONFERENCIA INTERAMERICANA DE EDUCACIÓN MATEMÁTICA, 12, Santiago de Querétaro. Anais... Santiago de Querétaro: Comitê Interamericano de Educación Matemática, 2007.

NACARATO, A. M.; MENGALI, B. L. S.; PASSOS, C. L. B. A matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

SILVA, V. S.; KLÜBER, T. E. Modelagem matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental: reflexões e apologia aos seus usos. In: ALENCAR, E. S.; LAUTENSCHLAGER, E. (Orgs.). Modelagem matemática nos anos iniciais. São Paulo: Editora Sucesso, 2014. p. 7-24.

SILVA, V. S.; KLÜBER, T. E. Modelagem matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental: uma investigação imperativa. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 6, n. 2, p. 228-249, 2012.

SILVEIRA, M. R. A.; CUNEGATTO, T. Por uma Antropologia da Educação Matemática. Revista Perspectivas da Educação Matemática, Campo Grande, v. 9, n. 19, p. 39-55. 2016.

SOUZA, E. G.; BARBOSA, J. C. Contribuições teóricas sobre a aprendizagem matemática na modelagem matemática. Zetetiké, Campinas, v. 22, n. 41, p. 31-58. jan./jun. 2014.

TORTOLA, E. Configurações de modelagem matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2016. 304 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.

TORTOLA, E. ALMEIDA, L. M. W. Um olhar sobre os usos da linguagem por alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental em atividades de modelagem matemática. RPEM, Campo Mourão, v. 5, n. 8, p. 83-105, jan./jun. 2016.

TORTOLA, E. Os usos da linguagem em atividades de Modelagem Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2012. 168 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2012.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. 7. ed. Tradução de Marcos G. Montagnoli. Petrópolis: Editora Vozes; Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2012. (Coleção Pensamento Humano). Tradução de: Philosophische Untersuchungen.

WITTGENSTEIN, L. Observações Filosóficas. Tradução de Raymond Hargreaves e Roger White. São Paulo: Edições Loyola, 2005. Tradução de: Philosophical Remarks.

WITTGENSTEIN, L. Remarks on the Foundations of Mathematics. 3ª reimpressão. Cambridge: The MIT Press, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

INDEXADORES

      Resultado de imagem para latindex indexador