O ENSINO DE QUADRILÁTEROS PROPOSTO EM UMA COLEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA ANÁLISE NA PERSPECTIVA DA TAD

  • Márcia Santos Melo Almeida
  • Marilena Bittar
Palavras-chave: Ensino de quadriláteros. Teoria Antropológica do Didático. Livro didático.

Resumo

Neste trabalho apresentamos um recorte de uma pesquisa de mestrado que está em andamento e busca investigar a abordagem de quadriláteros proposta em uma coleção de livros didáticos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Para tanto, analisaremos uma coleção de livros didáticos do Ensino Fundamental mais solicitada de acordo com dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Nesse sentido utilizaremos como referencial teórico e metodológico a Teoria Antropológica do Didático (TAD), a qual nos permitirá analisar as organizações, matemática e didática, apresentadas por essa coleção, no intuito de caracterizar o tipo de abordagem proposta pelo autor da mesma. 

Biografia do Autor

Márcia Santos Melo Almeida

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Marilena Bittar

Professora Doutora do Programa de Pós- Graduação em Educação Matemática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática - ensino de quinta à oitava série. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental, 1998.

BRASIL. Guia Nacional de Livros Didáticos: Matemática de 1º ao 9º ano. Programa Nacional do Livro Didático: Brasília, 2013.

BRASIL. PNLD 2013 - Valores de negociação por título - Ensino Fundamental (Regular). Ministério da Educação: Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Brasília. Disponível em: <http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/livro-didatico-dados-estatisticos> Acesso em: 03 jul. 2013.

CHEVALLARD, Y. L’analyse des pratiques enseignantes en théorie anthropologique du didactique. Recherches en Didactique des Mathématiques, vol. 19, n. 2, p. 221-266, 1999. Tradução em espanhol de Ricardo Barroso Campos. Disponível em: <http://www.uaq.mx/matematicas/redm/art/a1005.pdf> Acesso em: 04 jul. 2013.

DANTE, L. R. Livro didático de Matemática: uso ou abuso? Em Aberto, Brasília, v. 16, n. 69, jan./mar. 1996.

FARIAS, K. S. C. dos S. A representação do espaço nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Dissertação. Mato Grosso do Sul, 2008. (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2008.

GATTI, B.A; NUNES, M.M.R. (Orgs.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC/DPE, 2009.

GRANDO, R; NACARATO, A; GONÇALVES, L. Compartilhando Saberes em Geometria: investigando e aprendendo com nossos alunos. Cadernos do CEDES. UNICAMP, v. 28, p. 39-56, 2008.

KALEFF, A. M. Tomando o ensino da Geometria em nossas mãos. Educação Matemática em Revista. São Paulo, ano 1, n. 2, p. 19- 25, 1994.

LAJOLO, M. Livro didático: um (quase) manual de usuário. Em Aberto, Brasília, v. 16, n. 69, jan./mar. 1996.

LORENZATO, S. Por que não ensinar Geometria? Revista da Sociedade Brasileira de Educação Matemática, Blumenau, n. 4, p. 3-13, jan./jun. 1995.

NAKAMURA, L. L. O lugar da geometria nos livros didáticos das series iniciais do ensino fundamental. São Paulo, 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 2006.

NASCIMENTO, H. L. et al. O abandono do ensino de geometria e suas implicações no ensino fundamental. In: ENCONTRO PAULISTA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, VII. 2004. São Paulo. Anais... São Paulo: SBEM, 2004. Disponível em: <http://www.sbempaulista.org.br/epem/>. Acesso em: 10 abril. 2013.

NASSER, L; TINOCO, L. Curso Básico de Geometria: Enfoque Didático. 3. ed. Rio de Janeiro: IM/UFRJ, 2004. 87p.

NOÉ, M. A Importância da Geometria nas Séries Iniciais. Canal do Educador. Disponível em:< http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/a-importancia-geometria-nas-series-iniciais.htm> Acesso em: 16 abr. 2013.