A LOUSA DIGITAL INTERATIVA: ALGUMAS POSSIBILIDADES PARA AULAS DE MATEMÁTICA

  • Sérgio Freitas de Carvalho UFMS
  • Suely Scherer UFMS
Palavras-chave: Tecnologias digitais, Aprendizagem cooperativa, Lousa Digital

Resumo

Este texto tem como objetivo apresentar um estudo sobre a Lousa Digital Interativa e sua presença em salas de aula de matemática, discutindo características e particularidades desta tecnologia digital, de forma a favorecer o processo de ensino de matemática. O texto é um recorte de uma pesquisa de mestrado cujo objetivo é investigar a integração da Lousa Digital em aulas de matemática de professores que participam de uma ação de formação continuada em serviço. A partir da coleta de dados, apresentam-se algumas considerações sobre as possibilidades do uso da Lousa Digital em sala de aula de matemática. Discute-se aqui a possibilidade da Lousa Digital favorecer o modelo de aprendizagem cooperativa em sala de aula. 

Referências

ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini. Informática e formação de professores. Brasília. Ministério da Educação, 2000. (Coleção Informática para mudança na Educação).

ARMSTRONG, Victoria et al. Collaborative research methodology for investigation teaching and learning: the use of interactive whiteboard technology. Educational Review, Bristol, v. 57, n. 4, p.457-469, nov. 2005

BARROS, Ligia Alves. Suporte a Ambientes Distribuídos para Aprendizagem Cooperativa. 1994. 208 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Sistemas e Computação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro. São Paulo.

BEAUCHAMP, G. Teacher use of the interactive whiteboard in primary schools: towards an effective transition framework. Technology, Pedagogy And Education, v. 13, n. 3, p.337-348, 2004.

DIAS, Paulo. Comunidades de Conhecimento e Aprendizagem Colaborativa. 2001b. Conselho Nacional de Educação (Org.). Actas do Seminário Redes de Aprendizagem, Redes de Conhecimento. Portugal: Conselho Nacional de Educação, 85-94. Disponível em: <http://www.prof2000.pt/users/mfflores/teorica6_02.htm>. Acesso em 20 set. 2012.

GALLEGO, Domingo; GATICA, Nibaldo (coords.) Una ventana al mundo desde las aulas. Sevilla: Eduforma, 2010.

HERVÁS, C., TOLEDO, P. y GONZÁLEZ, Mª. C. La utilización conjunta de la pizarra digital interactiva y el sistema de participación senteo: una experiencia universitaria. Revista de Medios y Educación – Espanha, Nº 36 Enero 2010 pp. 203 – 214. http://redalyc.uaemex.mx/src/inicio/ArtPdfRed.jsp?iCve=36815128016> Acesso em 20/11/2012.

LERMAN, S; ZEVENBERGEN, R. Interactive whiteboards as mediating tools for teaching matematics: rhetoric or reality?. Proceedings Of The 31 St Conference Of The International Group For The Psychology Of Mathematics Education, Seoul, p. 169-176. 2007.

MAZZI, Lucas Carato; SIQUEIRA, Mirela Nunes; BORBA, Marcelo de Carvalho. As possibilidades e as limitações do uso da lousa digital na Educação Matemática. Revista Perspectivas da Educação Matemática, v. 05, n. 10, p. 07-30. Campo Grande, 2012

NAKASHIMA, Rosária Helena; AMARAL, Sérgio Ferreira do. Práticas pedagógicas mediatizadas pela Lousa Digital. Virtual Educa, 2007. Disponível em: <http://ihm.ccadet.unam.mx/virtualeduca2007/pdf/78-RN.pdf.>. Acesso em 14 abr. 2012.

PAPERT, Seymour. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática; tradução Sandra Costa. Ed. rev. Porto Alegre: Artmed, 2008

PIAGET, Jean. Psicologia da Inteligência. 2 ed. Tradução por Egléa de Alencar. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1972. 229p.

SCHERER, Suely. Uma Estética Possível para a Educação Bimodal: aprendizagem e comunicação em ambientes presenciais e virtuais. 2005. 240 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo.

TIJIBOY, Ana Vilma et al. Aprendizagem Cooperativa em Ambientes Telemáticos. Informática na Educação: Teoria & Prática. V.2, n.1, Porto Alegre: UFRGS, 1996. p.19-28. Disponível em <http://seer.ufrgs.br/InfEducTeoriaPratica/article/view/6267>. Acesso em: 4 set. 2012.

VALENTE, José Armando. A Espiral da Espiral de Aprendizagem: o processo de compreensão do papel das tecnologias de informação e comunicação na educação. 2005. Tese (Livre Docência) – Universidade Estadual de Campinas. Campinas, São Paulo.