DO RISCAR AO TOCAR: O QUE HÁ DE DIFERENTE NO USO DO SMARTPHONE PARA APRENDER MATEMÁTICA?

  • Juliana Leal Salmasio UFMS
  • Aparecida Santana de Souza Chiari UFMS

Resumo

O Smartphone nos possibilita realizar inúmeras tarefas diárias sem ao menos sair do conforto da nossa casa. E por que não voltarmos nossos olhares para as possibilidades que ele nos apresenta para a aprendizagem de conteúdos matemático? Pensando nisso, buscamos neste trabalho apresentar um recorte de uma pesquisa de mestrado em andamento que está vinculada ao projeto Tecnologias Digitais Móveis e Educação Matemática (TeDiMEM). Assim, buscamos nesse trabalho discutir possibilidades e especificidades que ocorrem na aprendizagem dos alunos que desenvolvem tarefas matemáticas com o uso do GeoGebra no smartphone? Para tanto, objetivamos analisar como as diferentes maneiras de atuação com as tecnologias digitais podem auxiliar na resolução de tarefas matemáticas que possibilitem ao aluno aprendizagem significativa. Com a pesquisa de cunho qualitativo, realizamos um curso com 24 alunos da licenciatura em matemática para a discussão transformações lineares com o uso do GeoGebra mobile. Amparamos nossa análise de dados na perspectiva da Teoria da Atividade baseadas em Engeström (2001). Com a sucinta análise de um fragmento de inúmeros acontecimentos do curso, pudemos evidenciar potencialidade para aprendizagem a partir da dinâmica e das tarefas propostas no curso.
Publicado
2019-09-15