JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONECTANDO A CRIANÇA PEQUENA E A MATEMÁTICA

  • Rosangela Paganardi Chagas UFMS
  • Cilmara Guizolfi Soares
  • Ana Carolina Faustino UFMS

Resumo

Os jogos e as brincadeiras  são  práticas sociais presentes no cotidiano das crianças (BRASIL, 2014). Por meio delas as crianças se divertem e exploram o mundo. Na Educação Infantil, os jogos e brincadeiras podem ser utilizados para que as criança pequenas brinquem e ao mesmo tempo aprendam conhecimentos relacionados à matemática (MACHADO; CARNEIRO, 2017). Este trabalho tem como objetivo discutir as potencialidades do ensino e aprendizagem da matemática por meio de jogos e brincadeiras na Educação Infantil. A produção de dados foi realizada em uma turma de Jardim II, que possui 25 estudantes, na escola pública CIEI Maria José da  Silva Cansado, localizada no município de Naviraí, Estado de Mato Grosso do Sul. Os instrumentos de produção de dados foram os registros escritos, fotos e vídeos das atividades desenvolvidas  através das   brincadeiras e jogos  dentro e fora da   sala de aula. O desenvolvimento de cada uma das brincadeiras na sala do Jardim II foi precedido de um encontro na universidade com a coordenadora de área do PIBID do curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, campus de  Naviraí – UFMS/CPNV. Durante estes encontros foram discutidos textos da área de Educação Matemática que abordam o papel dos jogos e das brincadeiras no início da escolarização e foram vivenciadas e discutidas as atividades a serem desenvolvidas. Nos dias que sucederam a reunião, os estudantes do PIBID e a professora  supervisora  desenvolveram as brincadeiras na sala de aula. Durante a interveção buscou-se trabalhar conceitos como correspondência um a um (uma casinha da amarelina para cada um dos números, a cada garrafa derrubada  um número e a cada ovinho de ouro um pontinho do dado). Além de outros conceitos e noções matemáticas como: sequênciação, seriação, comparação, identificação dos númerais, quantificação,   entre outras. Os resultados preliminares deste estudo indicam que as brincadeira e os jogos na Educação Infantil podem constituir-se em ricos cenários para a aprendizagem significativa da matemática. Os resultados deste estudo indicam que partir da intencionalidade do professor durante  a amarelinha, o jogo de boliche, o jogo dos ovos de ouro e a  contação de história atrelada a matemática as crianças vivenciarem situações lúdicas que favoreceram a aprendizagem de noções e conceitos  matemáticos. Esta abordagem da matemática a partir de brincadeiras possibilitou que as crianças experienciassem uma aproximação prazerosa com a matemática, propiciando o gradual desenvolvimento de uma atitude positiva em relação a este componente curricular.

Publicado
2019-09-15