Programa de Ensino para o 5º Grau do Ciclo Básico: A presença do Movimento da Matemática Moderna em Santa Catarina.

  • Pamela Luiz Universidade Federal de Santa Catarina
  • David Antonio da Costa UFSC

Resumo

Este artigo tem por objetivo investigar vestígios do Movimento da Matemática Moderna (MMM) no Programa de Ensino para o 5º Grau do Ciclo Básico no estado de Santa Catarina. São mobilizados os conceitos dos saberes a ensinar e saberes para ensinar desenvolvidos pelo grupo de pesquisa suíço ERHISE (Équipe de Recherche en Histoire Sociale de l'Éducation) que está associado à Universidade de Genebra, coordenado pelos pesquisadores Rita Hofstetter e Bernard Schneuwly. Este Programa foi encontrado em visita a APESC (Arquivo Público do Estado de Santa Catarina), digitalizado e disponibilizado no Repositório Institucional da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Foram encontrados vestígios do MMM materializados nos conteúdos prescritos, particularmente em Teoria de Conjuntos, assim como as referências bibliográficas apontam as obras do Grupo Geem (Grupo de Estudo do Ensino da Matemática) e de autores como o Georges Papy.

Biografia do Autor

Pamela Luiz, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil. E-mail: pamelaufsc@gmail.com.

David Antonio da Costa, UFSC

Doutor em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP). Professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no Departamento de Metodologia de Ensino, Brasil. E-mail: david.costa@ufsc.br.

Referências

Conselho Estadual de Educação (CEE). (1969). Resolução nº 7, de 11 de novembro de 1969. Aprova o Programa do 5º Grau do Ginasial Básico. CEE: Santa Catarina. Retirado em 10 de julho, 2020, de: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/199892.

França, D.M.A. (2012) Do primário ao primeiro grau: as transformações da Matemática nas orientações das Secretarias de Educação de São Paulo (1961-1979). Tese de (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo – São Paulo/SP, 2012. Tese de Doutorado em Educação. São Paulo: Universidade de São Paulo. Retirado em 22 de julho, 2020, de: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/135357.

Dobrowolski, E. N.; Pinto, N. B. (2009) Movimento da Matemática Moderna nas Práticas Escolares e suas Repercussões na Maneira de Ensinar. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. (pp. 4164- 4171). Retirado em 23 de julho, 2020, de: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/3038_1678.pdf.

Hofstetter, R Schneuwly, B. & Freymond, M (2017). Penetrar na verdade da escola para ter elementos concretos de sua avaliação. A irresistível institucionalização do expert em educação (século XIX e XX). In: R. Hofstetter & W. R Valente; Valente, Wagner Rodrigues (Org.). Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. (pp. 55-111). São Paulo: Livraria da Física.

Lei nº 4024/61, de 20 de dezembro de 1961. (1961). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Lei nº 5692, de 11 de agosto de 1971. (1971). Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º graus.

Queirós, V. (2013). A Lei nº 5692/71 e o ensino de 1º grau: Concepções e Representações. XI Congresso Nacional de educação Educere (pp1-18). Retirado em 25 de julho, 2020, de: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/8356_5796.pdf.

Valente, W. R. (2016). Os movimentos da matemática na escola: do ensino de matemática para a educação matemática; da educação matemática para o ensino de matemática; do ensino de matemática para a Educação Matemática; da Educação Matemática para o Ensino de Matemática? Pensar a Educação em Revista, 2 (2), 3-23. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/166859.

Pinto, N. B. (2005). Marcas históricas da matemática moderna no Brasil. Diálogo Educacional, 5 (16), 25-38. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/156658.

Rocco, C. M. K. (2010) Práticas e discursos: análise histórica dos materiais didáticos no ensino de geometria. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Retirado em 13 de outubro, 2020, de: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103265.

Publicado
2020-10-26
Como Citar
Luiz, P., & Antonio da Costa, D. (2020). Programa de Ensino para o 5º Grau do Ciclo Básico: A presença do Movimento da Matemática Moderna em Santa Catarina. Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (5), 1-5. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/11071
Seção
Sessões Coordenadas