Autorização do Curso Livre de Cálculo Diferencial e Integral Concedido pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro no Final do Segundo Reinado

  • Jucielma Rodrigues de Lima Dias UNIR - Universidade Federal de Rondônia
  • Enoque da Silva Reis UNIR - Universidade Federal de Rondônia
  • Luiz Carlos Pais UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar aspectos históricos relacionados ao Curso Livre de Cálculo Diferencial e Integral autorizado pela congregação da Escola Politécnica do Rio de Janeiro ao engenheiro Chagas Doria em 1887. Como fonte utiliza-se edições publicadas entre os anos de 1879 e 1891 da Revista de Engenharia, com periodicidade mensal. Para tal análise, baseia-se no conceito de disseminação do conhecimento enunciado por Peter Burk. Como resultado evidencia-se que o curso foi autorizado ao Chagas Doria e ocorreu como uma das formas de disseminar conhecimento.

Biografia do Autor

Jucielma Rodrigues de Lima Dias, UNIR - Universidade Federal de Rondônia

Mestranda do Programa de Pó-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza (PGECN) da Universidade Federal de Rondônia - UNIR campus Rolim de Moura. Graduada em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR campus de Ji-Paraná. E-mail: jucielmarodrigues@hotmail.com.

Enoque da Silva Reis, UNIR - Universidade Federal de Rondônia

Pós–Doutorando pela Universidade Federal da Grande Dourados. Doutor em Educação Matemática pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Professor da Universidade Federal de Rondônia, Brasil. E-mail: enoque.reis@unir.br.

Luiz Carlos Pais, UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutor em Educação Matemática pela Universidade de Montpellier. Professor Adjunto IV da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Brasil. E-mail: luiz60pais@gmail.com.

Referências

Burke, P. (2016). O que é história do conhecimento? Tradução de FREIRE, C., São Paulo, Editora UNESP.

Chervel, A. (1990). História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Porto Alegre: Teoria e Educação, n. 2, p. 177-229.

Decreto nº 7.247 de 19 de abril de 1879. Acesso em 23 de Março, 2019, em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-7247-19-abril-1879-547933-publicacaooriginal-62862-pe.html>.

Reis, E. S. (2019). Raízes Históricas do Ensino de Cálculo Diferencial e Integral na Escola Politécnica do Rio de Janeiro nas Últimas Décadas do Século XIX. Campo Grande: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Retirado em 20 de agosto de 2020, de: https://posgraduacao.ufms.br/portal/trabalho-arquivos/download/7255.

Fonte Primária: Revista de Engenharia. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=709743&pagfis=1.

Publicado
2020-10-25
Como Citar
Rodrigues de Lima Dias, J., da Silva Reis, E., & Carlos Pais, L. (2020). Autorização do Curso Livre de Cálculo Diferencial e Integral Concedido pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro no Final do Segundo Reinado. Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (5), 1-5. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/11185
Seção
Sessões Coordenadas