Aspectos teóricos e aproximações entre escrita biográfica e ficção

  • Jean Sebastian Toillier Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Ivete Maria Baraldi Unesp

Resumo

No presente texto trazemos apontamentos sobre possíveis aproximações entre a escrita biográfica e a ficção. Para isso, fazemos uma breve contextualização sobre biografias, como elas eram abordadas na Antiguidade e qual o status que passaram a receber a partir da Escola dos Annales até os dias atuais. Ao longo dos anos, os aspectos subjetivos passaram a fazer parte de um modo de escrita de biografias, bem como da escrita da história, de forma que os aspectos inventivos e ficcionais são levados em conta nessa nova historiografia. Por fim, relacionamos esse estudo como uma possibilidade para a pesquisa em História da Educação Matemática e como acreditamos ser possível fazer esse tipo de relação ao levar em conta, por exemplo, perspectivas relativas ao estudo da produção acadêmica de uma personagem.

Biografia do Autor

Jean Sebastian Toillier, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Docente da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), câmpus de Cascavel, vinculado ao Centro de Ciências Exatas e Tecnológias. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus de Rio Claro. E-mail: jeantoillier7@gmail.com.

Ivete Maria Baraldi, Unesp

Docente do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências da Unesp de Bauru. Docente e orientadora nos programas de pós-graduação em Educação Matemática (Rio Claro) e Educação para Ciências (Bauru) na Unesp. E-mail: ivete.baraldi@unesp.br.

Referências

Albuquerque Jr., D. M. (2012) O significado das pequenas coisas: História, prosopografia e biografemas. In: Avelar, A. S. & Schmidt, B. B. (Org). Grafia de vida: Reflexões e experiências com a escrita biográfica. São Paulo: Letra e Voz. p. 15-38.

Avelar, A. S. A. (2010) Biografia como Escrita da História: Possibilidades, limites e tensões. Dimensões. Vitória, v. 24, p. 157-172.

Avelar, A. S. (2012) Escrita biográfica, escrita da História: Das possibilidades de sentido. In: Avelar, A. S. & Schmidt, B. B. (Org). Grafia de vida: Reflexões e experiências com a escrita biográfica. São Paulo: Letra e Voz. p. 15-38.

Avelar, A. S. & Schmidt, B. B. (Org). O que pode a biografia. São Paulo: Letra e Voz, 2018.

Dosse, F. (2015) O desafio biográfico: Escrever uma vida. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

Garnica, A. V. M. (2018) Quase-Memória: Redizeres sobre a relação entre História e Educação Matemática. HISTEMAT – Revista de História da Educação Matemática, v. 4, n. 1, p. 39-58.

Loriga, S. (2011) O pequeno x: Da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica.

White, H. (2001) Trópicos do Discurso: Ensaio sobre a Crítica da Cultura. Tradução de Alípio Correia de Franca Neto. 2 ed. São Paulo, Editora da USP.

Publicado
2020-10-25
Como Citar
Toillier, J. S., & Baraldi, I. M. (2020). Aspectos teóricos e aproximações entre escrita biográfica e ficção. Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (5), 1-6. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/11229
Seção
Sessões Coordenadas