As medidas no ensino de crianças: uma leitura a partir de Pestalozzi

  • Deoclecia de Andrade Trindade Universidade Federal de São Paulo

Resumo

Com a temática de estudar sobre as medidas no ensino primário, este estudo tem como objetivo compreender como um dos propulsores do ensino pela intuição, Pestalozzi defende em relação às medidas e sua mobilização no ensino das crianças. Para isso esta investigação, com a intenção de construir uma representação a partir de Pestalozzi acerca das medidas e sua proposta de inserção ao ensino de crianças, se insere ao âmbito da História Cultural e adota-se como referencial teórico-metodológico Chartier (2002; 2010). Diante da análise a duas de suas obras, constatou-se que Pestalozzi toma o medir como uma arte importante na percepção das formas, na arte da intuição e no desenho.

Biografia do Autor

Deoclecia de Andrade Trindade, Universidade Federal de São Paulo

Licenciada em Matemática pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Mestre em ensino de ciências e matemática também pela UFS. Doutorado em ciência em finalização pela Universidade Federal de São Paulo.

Referências

CHARTIER, R. (2002). A história cultural – entre práticas e representações. Lisboa: Difel; Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A.

_______. (2010). A História ou a leitura do tempo. Tradução de Cristina Antunes. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora.

PESTALOZZI, Johann Heinrich. (1889). Cómo Geetrudis enseña a sus hijos: fines y métodos de la éducacion del Pueblo. Cartas dirigidas a Gésser. Tradução José Tadeo Sepúlveda (versão chilena).

WARIDEL, F. (2003) Pestalozzi et as conception de l’aritmétique (1803-1804). Boletin n. 28, Yverdon les-bains: centre de documentation et de recherche pestalozzi yverson les-bains.

Publicado
2019-04-24
Seção
Sessões Coordenadas