A HERANÇA ANCESTRAL na construção da figuração em O sétimo juramento

  • Jurema Oliveira UFES

Resumo

A pergunta que norteia esse estudo acerca da figuração ancestral em O sétimo juramento de Paulina Chiziane (2008) é a seguinte: Em que medida a ancestralidade contribui para a construção das personagens e da narratologia? Dessa forma, responderemos a essa pergunta depreendendo gradativamente as marcas da ancestralidade, já que o romance em questão apresenta elaboração de rituais, materialização do ancestral, os efeitos positivos e os efeitos negativos decorrentes da ausência de práticas ritualísticas necessárias no estágio de óbito ou em outras situações que exigem trabalhos específicos.

Biografia do Autor

Jurema Oliveira, UFES
Profª. Drª. Jurema Oliveira - Universidade Federal do Espírito Santo/Ufes e Pesquisadora do Fundação de Apoio à Pesquisa do Espírito Santo – FAPES.

Referências

CÂNDIDO, Antonio, ROSENFELD, Anatol, PRADO, Decio de Almeida & GOMES, Paulo Emilio Salles. A personagem de ficção. 5 ed. São Paulo: Perspectiva, 1976.

CHIZIANE, Paulina. O sétimo juramento. 3 ed. Lisboa: editorial Caminho, 2008.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da língua portuguesa. 6 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

GROSFOGUEL, Ramón. “Para descolonizar os estudos de economia política e os estudos pós-coloniais: transmodernidade, pensamento de fronteira e colonialidade global”. In: Epistemologias do sul. SANTOS, Boaventura de Sousa & MENESES, Maria Paula (Org.). COIMBRA; Almedina, 2009.

LEITE, Ana Mafalda. Literaturas africanas e formulações pós-coloniais. Lisboa: Colibri, 2003.

LEITE, Rubens da Rocha Fábio. A questão ancestral: África negra. São Paulo; Palas Athena: Casa das Áfricas, 2008.

MIGNOLO Walter D.. Histórias locais/projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

REIS, Carlos. Pessoas de livro: estudos sobre a personagem. Coimbra: Universidade de Coimbra, 2015.

SARLO, Beatriz. Cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo: Companhia das Letras; Belo Horizonte: UFMG, 2007.

SEMEDO, Odete Costa. Guiné-Bissau: história, culturas, sociedade e literatura. Belo Horizonte: Nandyala, 2010.

Publicado
2017-08-08
Seção
Artigos