As modulações sensíveis dos atores da enunciação na BNCC

entre o esperado e o abrupto

  • Sonia Merith-Claras UNICENTRO
Palavras-chave: Base Nacional Comum Curricular, Modulações Tensivas, Novos e Multiletramentos, Contexto Discursivo

Resumo

A proposta do texto em questão é discutir as estratégias persuasivas do enunciador-destinador do componente Língua Portuguesa, da Base Nacional Comum Curricular, bem como os efeitos de sentido que elas produzem no enunciatário-destinatário. Para tanto, recorremos à Semiótica Discursiva para percorrer o fazer-crer do enunciador, a fim de recuperar os valores em jogo, as modalizações predominantes, bem como as escolhas figurativas e temáticas. Aliada ao estudo que retoma o percurso gerativo de sentido, buscamos respaldo na Semiótica Tensiva para refletir sobre a afetividade, o sentir do leitor frente ao objeto-semiótico em estudo; isto é, abordar a percepção do enunciatário em relação aos saberes estabelecidos na Base, que transita entre o já conhecido e disseminado na área, a linguagem verbal, e o novo, as práticas contemporâneas de linguagem. Por fim, para dar ênfase ao predomínio da linguagem verbal e do letramento da letra no ensino da língua portuguesa, em detrimento das práticas contemporâneas de linguagem, retomamos o contexto discursivo da BNCC, na sua relação com outros textos.

Biografia do Autor

Sonia Merith-Claras, UNICENTRO

Professora do quadro efetivo do Departamento de Letras da UNICENTRO – Universidade Estadual do Centro-Oeste. Doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Ensino de Língua e Literatura, filiada às linhas de pesquisa: Ensino de Língua e Literatura; Formação Inicial de professores. 

Estágio de pós-doutoral realizado junto à Universidade Presbiteriana Mackenzie. Supervisão de Diana Luz Pessoa de Barros.

Referências

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Dialogismo, polifonia e enunciação. In: BARROS, D. L. P. de; FIORIN, J. L. (Orgs.) Dialogismo, polifonia e intertextualidade: em torno de Bakhtin. Editora da Universidade de São Paulo, 1994. p. 01-09.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria do discurso: fundamentos semióticos. 3.ed. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2002.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Algumas reflexões semióticas sobre a enunciação. In: FANTI, Maria da Glória Di; BARBISAN, Leci Borges (Orgs.) Enunciação e discurso: tramas de sentidos. São Paulo: Contexto: 2012. p.25-49.

BERTRAND, Denis. Caminhos da semiótica literária. Bauru, SP: EDUSC, 2003. Tradução do grupo CASA.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Orientações Curriculares para o ensino médio. Linguagens, códigos e suas tecnologias. Secretaria de Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em 30/03/2020.

CEREJA, W. Roberto; MAGALHÃES, T. Cochar. Português linguagens. 9. ed. Reform. São Paulo: Saraiva, 2015. 8º ano.

GREIMAS; Algirdas Joseph, COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. 2.ed. 2. reimpressão. São Paulo: Contexto, 2013. Tradução (Lima, Alceu Dias et.al.)

OLIVEIRA, T. Amaral; ARAÚJO, L. Ap. Melo. Tecendo linguagens: língua portuguesa. 5.ed. Baruei [SP]: IBEP, 2018. 9º ano.

TATIT, Luiz. Bases do pensamento tensivo. Estudos Semióticos. [on-line]. Disponível em: {http://www.revistas.usp.br/esse}. Editores Responsáveis: Ivã Carlos Lopes, José Américo Bezerra Saraiva e Eliane Soares de Lima. Volume 15, Edição Especial, São Paulo, Abril de 2019, p. 11-26. Acesso em 10/11/2020.

ZILBERBERG, Claude. Síntese da gramática tensiva. Significação. Revista brasileira de semiótica. São Paulo, annablume, 2006, n. 25, p. 163-204.

ZILBERBERG, Claude. Elementos de Semiótica tensiva. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011. Tradução Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit, Waldir Beividas.

Publicado
2021-06-30
Seção
Artigos - Linguística e Semiótica