Da construção do objeto de uma pesquisa para a história da educação financeira

  • Jéssica Ignácio de Souza UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
  • Cláudia Regina Flores UFSC

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar o posicionamento teórico-metodológico para a construção do objeto de pesquisa que trata de história da educação financeira. Mostraremos um caminho percorrido que vai de um objeto bruto ao objeto mesmo da pesquisa, inspiradas por um “manual infame” para escrita de teses. Assim, demonstramos a passagem do objeto educação financeira, originada no neoliberalismo, para o objeto “educação financeira como um tema” que perpassa e se entrelaça com diversos conteúdos de matemática, mas também por uma tecnologia da racionalidade governamental que busca formar um sujeito requerido ao bom funcionamento da economia, de modo historicamente situado.

Palavras-chave: História da educação financeira; objeto bruto; objeto de pesquisa.

Biografia do Autor

Jéssica Ignácio de Souza, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Doutoranda em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Educação (UFSC). Bolsista CAPES/FAPESC. E-mail: jessica_isouza@hotmail.com.

Cláudia Regina Flores, UFSC

Doutora em Educação (UFSC). Docente do Departamento de Metodologia de Ensino do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina. Professora credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (UFSC). Pesquisador Produtividade CNPq. E-mail: claudia.flores@ufsc.br.

Referências

Campos, M. B. (2012). Educação financeira na matemática do ensino fundamental: uma análise de produção de significado. Dissertação de Mestrado, Curso profissionalizante em Educação Matemática. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora.

Corazza, Sandra Mara. (2016). Manual infame... mas útil, para escrever uma boa proposta de tese e dissertação. Teoria da literatura e ensino de literatura, 22(1), 95-105.

Domingos, António & Santiago, Ana. Conceções e práticas de professores de matemática sobre educação financeira. Revista de educação, ciências e matemática, 6(3), 2-18.

Foucault, M. (2017). Microfísica do poder. (5ª ed.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Ocde. (2005). Recommendation on Principles and Good Practices for Financial Education and Awareness. Paris: OCDE Publishing.

Oliveira, A. A. (2014). Matemática Financeira: análise de livros didáticos. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada.

Schneider, I. J. (2008). Matemática Financeira: um conhecimento importante e necessário para a vida das pessoas. Dissertação de Mestrado, Curso de Educação. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo.

Souza, J. I. & Flores, C. R. (2018). Uma história da educação financeira na escola por meio de uma análise em livros didáticos. Revista de História da Educação Matemática, 4(3), 54-67.

Publicado
2020-10-24
Como Citar
Ignácio de Souza, J., & Flores, C. R. (2020). Da construção do objeto de uma pesquisa para a história da educação financeira. Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (5), 1-4. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/10793
Seção
Sessões Coordenadas