TRAJETÓRIAS DE ESTUDANTES DE ESCOLAS PÚBLICAS: elementos para repensar o acesso e a permanência no ensino superior

Luiza Bittencourt KRAINSKI, Branca Jurema PONCE

Resumo


Este artigo discute as políticas públicas voltadas ao ensino superior tendo como foco central o processo de acesso e permanência dos estudantes egressos de escolas públicas, ingressantes pela Política de Cotas. Analisar esta política e suas particularidades face às vulnerabilidades de determinados grupos sociais é fundamental na elaboração de políticas que possibilitem o amplo direito à educação. A implantação das ações afirmativas, dentre as quais as Políticas de Cotas nas universidades, constituem uma das ações que visam favorecer estudantes egressos de escolas públicas e negros. A concepção que norteia este trabalho é de que o processo de democratização compreende o acesso, a permanência dos estudantes e a qualidade das ações desenvolvidas. O percurso metodológico da pesquisa envolveu revisão bibliográfica da literatura, pesquisa documental através de documentos oficiais de organismos internacionais, legislação nacional, planos e programas de governo, documentos institucionais e questionários abertos. Os sujeitos entrevistados foram alunos egressos de escolas públicas matriculados em cursos que apresentam maior e menor demanda no vestibular. Dentre os resultados é possível apreender que essa parcela de estudantes está adentrando no espaço universitário, entretanto, carece de muitas ações que os auxiliem no processo de permanência e sucesso acadêmico, principalmente que consigam romper com as fragilidades iniciais e não se sintam excluídos ou se excluam desse espaço.

Palavras-chave


Políticas Públicas, Ensino Superior, Acesso e Permanência.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, W.M. USP para todos?: estudantes com desvantagens socioeconômicas e educacionais e fruição da universidade pública. São Paulo: Musa Editora, 2009.

BOURDIEU, P.; CHAMPAGNE, P. Os excluídos do interior. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (Org.). Escritos de Educação. 14 ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. O Plano de Desenvolvimento da Educação: razões, princípios e programas. Brasília, MEC. 2008.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Censo da Educação Superior de 2009 (Resumo Técnico). Brasília, INEP. 2012.

CHARLOT, B. Jovens de Sergipe: como são eles, como vivem, o que pensam. Aracaju: Governo de Sergipe, 2006.

COULON, A. A condição de estudante: a entrada na vida universitária. Salvador: EDUFBA, 2008.

CUNHA, L. A. A universidade temporã: o ensino superior da colônia a era Vargas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

CUNHA, L. A. Ensino Superior e Universidade no Brasil. In LOPES, E.M.T. et al. 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

DURHAN, E. Educação superior, pública e privada (1808-2000). In SCHWARTMAN, S. & BROCK, C. Os desafios da educação no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

FÁVERO, M. de L. A universidade no Brasil. Revista Brasileira de Educação. nº 10, São Paulo, 1999.

FERREIRA, S. Reformas na Educação Superior: de FHC a Dilma Rousseff (1995-2011). Linhas Críticas. Brasília, DF, n.36, maio/ago, p. 455-472, 2012.

GOMES, J.B. O debate constitucional sobre as ações afirmativas. In: Ações Afirmativas: políticas públicas contra as desigualdades raciais. SANTOS, R.E; LOBATO, F. (Org.). Rio de Janeiro: DP&A, p. 15-58, 2003.

LESSA, C.M.R. Democracia e Universidade Pública: o desafio da inclusão social no Brasil. In: Universidade e Democracia: experiências e alternativas para a ampliação do acesso à universidade pública brasileira. PEIXOTO, M.C.L.(Org.) Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004.

MARTINS, C.B. A reforma universitária de 1968 e a abertura para o ensino superior privado no Brasil. Educação e Sociedade, v. 30, n. 106, Campinas, jan./abr., 2009. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 03 set. 2011.

MOEHLECKE, S.; CATANI, A.A. Reformas e Expansão do acesso ao ensino superior: balanço e proposições. In: MOEHLECKE, S.; CATANI, A.M. et al. Políticas de acesso e expansão da educação superior: concepções e desafios. Brasília: MEC/INEP, 2006.

NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. Uma sociologia da produção do mundo cultural e escolar. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A.(Org.). Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 2013.

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil. 13ª ed. Petrópolis: Vozes, 1991.

ROMANELLI, G. Famílias de camadas médias e escolarização superior dos filhos - estudante trabalhador. In: NOGUEIRA, M.A.; ROMANELLI, G.; ZAGO, N.(Org.). Família e Escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

SANTOS FILHO, J.C. Escopo da seletividade ao Ensino Superior. Educação e Seleção, v.13, 1986. Disponível em: http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/es/artigos/114.pdf Acesso em: 10 jan.2013.

SEVERINO, A.J. Expansão do Ensino Superior: contextos, desafios, possibilidades. Revista Avaliação, Campinas - Sorocaba, São Paulo, v. 14, nº 2, p. 253-266, jul. 2009.

SILVA, V.A.; TEIXEIRA, A.M.F. Contestando profecias: trajetórias de jovens universitários de origem popular. SISIFO – Revista de Ciências da Educação, n. 6, mai/ag, 2008.

TESSLER, L.R. Ação Afirmativa sem Cotas: O Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social da Unicamp. In PEIXOTO, M.C.L. e ARANHA, A.V. (Org.) Universidade Pública e Inclusão Social: experiência e imaginação. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA. Relatório das atividades da Comissão de Acompanhamento e Avaliação da Implementação da Política de Cotas na UEPG (2008 -2010), 2010.

ZAGO, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v.11, n.32, p. 226-237, 2006.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Outras informações podem ser obtidas exclusivamente pelo e-mail revistagepfip@gmail.com

REVISTA DIÁLOGOS INTERDISCIPLINARES- GEPFIP - ISSN 23595051 (Publicação online)

A/C Profa. Ana Lúcia Gomes da Silva (Editora-chefe)

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/CPAQ

Praça Nossa Senhora da Conceição, 163, Centro - CEP: 79200-000 - Aquidauana/ MS

Telefone: +55 (67) 3241 0312