Pedagogia Freiriana e Educação Matemática: Diálogo, Tolerância e Inclusão

Palavras-chave: Ensino e Aprendizagem de Matemática. Educação Matemática e Inclusão. Encontro entre diferenças. Diálogo e Tolerância

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão que visa relacionar conceitos chave da Pedagogia Freiriana a uma perspectiva de inclusão nas aulas de matemática, a qual reconhece a diferença entre todos os estudantes. Em um contexto permeado por tensões, a complexidade dos processos de ensino e aprendizagem torna-se mais evidente ao se tentar promover uma educação democrática. Com o objetivo de contribuir para uma melhor compreensão das práticas baseadas no conceito de equidade, este artigo discute aspectos relativos à inclusão, tolerância e diálogo. Defende-se que práticas de ensino e aprendizagem baseadas no diálogo podem contribuir para o combate às práticas opressoras, favorecendo a tolerância, cooperação e construção da equidade, elementos essenciais para a inclusão de qualquer aluno nas aulas de matemática.

Biografia do Autor

Amanda Queiroz Moura, University of Klagenfurt

Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Rio Claro). Pesquisadora Sênior na Universidade de Klagenfurt, Áustria. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Matemática e Inclusão - Épura. E-mail: amandaqm@yahoo.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9472-3773.

Referências

ALRØ, Helle E SKOVSMOSE, Ole. Dialogue and Learning in Mathematics Education: Intention, Reflection, Critique. Dordrecht, The Netherlands: Kluwer Academic Publishers, 2004.

BISHOP, Allan., TAN, Hazel., AND BARKATSAS, Tasos. N. (eds). Diversity in mathematics education: Towards inclusive practices. Springer, 2015.

BRASIL. Decreto nº 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm. Acesso em 26 de jul. 2021.

BRASIL. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Diário Oficial da União Brasília: MEC, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em 07 de jan. 2020.

BRASIL. Decreto n. 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a lei de acessibilidade, n° 10.098/2000 e a lei de libras, n° 10.426. Diário Oficial da União Brasília, DF, 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em 26 de jul. 2021.

BRASIL. Lei n° 10.172 de 09 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial da União Brasília, DF, 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm. Acesso em 07 de jan. 2020.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União Brasília, DF, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em 07 de jan. 2020.

BRASIL. Declaração de Salamanca e linhas de ação sobre necessidades educativas especiais. Diário Oficial da União Brasília: CORDE. 1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em 07 de jan. 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em 07 de jan. 2020.

FAUSTINO, Ana Carolina Como você chegou a esse resultado? O diálogo nas aulas de Matemática dos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2018. 232f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2018.

FIGUEIRAS, Lourdes; HEALY, Lulu; SKOVSMOSE, Ole. Difference, inclusion, and mathematics education: launching a research agenda. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, v. 9, n. 3, p. 15-35, 2016.

FRANKENSTEIN, Marilyn. Critical mathematics education: An application of Paulo Freire's epistemology. Journal of Education, p. 315-339, 1983.

FREIRE, Paulo. Educação e atualidade brasileira. Tese de concurso para a cadeira de História e Filosofia da Educação na Escola de Belas Artes de Pernambuco. Recife, 1959.

FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários para prática pedagógica. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Tolerância.2. ed. Paz e Terra, 2014.

FREIRE, Paulo.; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

GUTSTEIN, Eric. Reading and writing the world with mathematics: toward a pedagogy for a social justice. New York: Routledge, 2006.

LADSON-BILLINGS, Gloria. The dreamkeepers: successful teachers of African American children. John Wiley & Sons, 2009.

MARCONE, Renato. Deficiencialismo: A invenção da deficiência pela normalidade. 2015. 170f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2015.

MILANI, Raquel. O processo de aprender a dialogar por futuros professores de matemática com seus alunos no estágio supervisionado. 2015. 239f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2015.

MOURA, Amanda Queiroz. O encontro entre surdos e ouvintes em cenários para investigação: das incertezas as possibilidades em aulas de matemática. 2020. 216f Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2020.

SILVA, Guilherme Henrique Gomes da. et al. Educação Matemática Crítica e Preocupações Urgentes: cenários promovedores de equidade e justiça social. Revista Paranaense de Educação Matemática, v. 6, n. 12, p. 130-157, jul.- dez., 2017.

SKOVSMOSE, Ole. Inclusions, Meetings and Landscapes. In: Kollosche, D; Marcone, R; Knigge, M; Penteado, M.; Skovsmose, O., (eds). Inclusive Mathematics Education: Stateof-the-Art Research from Brazil and Germany. Springer, Cham, 2019.

SKOVSMOSE, Ole. Um convite à Educação Matemática Crítica. Tradução de Orlando de Andrade Figueiredo. Campinas: Papirus, 2014.

SKOVSMOSE, Ole. Cenários para investigação. Bolema, v. 13, n. 14, p. 66-91, 2000.

Publicado
2021-07-12
Como Citar
MOURA, A. Q. Pedagogia Freiriana e Educação Matemática: Diálogo, Tolerância e Inclusão. Perspectivas da Educação Matemática, v. 14, n. 35, p. 1-16, 12 jul. 2021.