Resistindo ao Rosto que Seduz e Captura: um diagnóstico sobre a formação de professores que ensinam matemática, a partir do pensamento de Deleuze e Foucault

  • Paola Amaris-Ruidiaz Pós-doutoranda na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul no PPGEDUMAT/UFMS
  • Marcio Antonio da Silva Professor do Instituto de Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da UFMS
Palavras-chave: educação matemática, máquina de rostidade, dispositivo de saber-poder, formação de professores que ensinam matemática.

Resumo

Neste texto, movimentamos algumas teorizações contemporâneas, a partir do pensamento de Gilles Deleuze e Michel Foucault, para realizarmos um diagnóstico do presente, no que se refere às políticas educacionais e às próprias pesquisas e ações no campo da educação matemática, suspeitando de normalizações que são atravessadas por discursos, dispositivos e máquinas que regulam práticas e propostas formativas de docentes que ensinam matemática. Os conceitos de máquina de rostidade e dispositivo de saber-poder operam na composição deste ensaio, por um lado, possibilitando a descrição de um cenário neoliberal que produz identidades e apaga as diferenças e, por outro lado, permitindo escapes e ações de contraconduta.

Referências

AGAMBEN, G. O que é contemporâneo? e outros ensaios. Traducao Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó, SC: Argos, 2009.
AGAMBEN, G. Moyens sans fins: notes sur la politique. Paris: Rivages, 1995.
AMARIS-RUIDIAZ, Paola Judith. Encontros e fluxos numa escola: educadora matemática em potência de criação, fratura e resistência. 2018. 172 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2019.
BRASIL - CNE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Resolução CNE/CP No2, de 22 de dezembro de 2017. [s.l: s.n.].
BRASIL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Proposta para Base Nacional Comum de Formação de Professores da Educação Básica. [s.l: s.n.].
BRASIL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Formação de professores será norteada pelas regras da BNCC. Disponível em: .
CARVALHO, J.; FERRAÇO, C. A rostidade da figura do professor e do aluno por entre os muros da escola: docência e práticas curriculares. Currículo sem Fronteiras, v. 14, n. 3, p. 143-159. Disponível em < http://www.curriculosemfronteiras.org/vol14iss3articles/carvalho-ferraco.pdf>. Acesso em: 31 mar. 2016.
CYFER, I. A bruxa está solta: os protestos contra a visita de Judith Butler ao Brasil à luz de sua reflexão sobre ética, política e vulnerabilidade. Cadernos pagu, 53, 2018.
DELEUZE, G; GUATARRI, F. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1996. Vol.3.
DELEUZE, G. Foucault. Tradução Claudia Sant´Anna Martin. São Paulo: Editora Brasiliense, 2005.
FERNANDES, F; MIARKA, R; BARROS, M. Por uma didática na/da formação do professor de Matemática. In: SILVA, Ricardo Scucuglia Rodrigues da; (Org.) Processos formativos em educação matemática: perspectivas filosóficas e pragmáticas [recurso eletrônico]. Porto Alegre, RS: Editora Fi, 2018.
FOUCAULT, M. Microfísica do Poder. Traducao Roberto Machado. 13. ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1998. v. 7.
FOUCAULT, M. Seguranca, Território, Populacão: Curso dado no College de France (1977-1978). Traducao Eduardo Brandao. São Paulo: Martins Fontes, 2008a.
FOUCAULT, M. Nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). Traducao Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008b.
GREEN, E. Formando Mais que um Professor: ensinando a ensinar e de fato impactar a formação dos alunos. 1. ed. São Paulo: Editora da Boa Prosa, 2015.
NACARATO, A. M. Políticas Públicas de Formação do Professor na Educação Básica: pesquisas, programas de formação e práticas. In: Anais da 36a Reunião Nacional da ANPEd, Goiânia, Bra. Anais... Goiânia, Bra: 2013.
NACARATO, A. M. et al. Mapeamento da Pesquisa Acadêmica Brasileira sobre o Professor que Ensina Matemática: período 2001-2012. Campinas: FE/UNICAMP, 2016.
NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal ou prelúdio de uma filosofia do futuro. Trad:Márcio Pugliesi Da Universidade de São Paulo. Hemus S.A: São Paulo, 2001.
NIETZSCHE, F. Vontade de Potência. Tradução Antonio Carlos Braga, Ciro Mioranza. São Paulo: editora escala, 2010.
NISS, M. The very multi-faceted nature of mathematics education research. (E. Bergqvist et al., Eds.) In: Proceedings of the 42nd Conference of the International Group for the Psychology of Mathematics Education, Umeå, Sweden. Anais... Umeå, Sweden: PME, 2018.
PAIS, A.; VALERO, P. Researching research: mathematics education in the Political. Educational Studies in Mathematics, v. 80, n. 1–2, p. 9–24, 23 maio 2012.
PASSOS, E; KASTRUP, V. Sobre a validação da pesquisa cartográfica: acesso à experiência, consistência e produção de efeitos. Revista Fractal, v. 25, n. 2, p. 391-414, Maio/Ago. 2013.
PASSOS, E; BARROS, R. A cartografia como método de pesquisa-intervenção. In: PASSOS, E; KASTRUP, V; ESCÓSSIA, L. (org.). Pistas do método da cartografia: pesquisa intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2009. p. 17-31.
PERRENOUD, P. Dez Novas Competências para Ensinar. Traducao Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: ArtMed, 2000.
RANCIÈRE, J. Política da Escrita. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995. 256p.
ROLNIK, S. Esferas da insurreição: notas para uma vida não cafetinada. são Paulo: n-1 edições, 2108.
ROLNIK, S. À sombra da cidadania: alteridade, homem da ética e reinvenção da democracia. Boletim de Novidades, Pulsional - Centro de Psicanálise, 41, 33-42. 1992.
SILVA, M. A. Investigações Envolvendo Livros Didáticos de Matemática do Ensino Médio: a trajetória de um grupo de pesquisa. RIPEM - Revista Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, v. 9, n. 3, p. 36–54, 2016.
SILVA, M. A.; MIARKA, R. Geni, a Pesquisa em [E]educação [M]matemática e o Zepelim. Perspectivas da Educação Matemática, v. 10, n. 24, p. 752–767, 2017.
VALERO, P. Mathematics education as a network of social practices. In: Proceedings of the VI CERME, Lyon, France. Anais... Lyon, France: Institut National De Recherche Pédagogique, 2009.
VALERO, P.; KNIJNIK, G. Mathematics Education as a Matter of Policy. In: PETERS, M. A. (Ed.). Encyclopedia of Educational Philosophy and Theory. Singapore: Springer Singapore, 2016. p. 1–6.
VIESENTEINER, J. Resistência e Reinvenção: O Estatuto da Ética em Deleuze. In: OLIVEIRA, M. Ética e Sociabilidade. São Paulo: Edições Loyola, 2006.
VILELA, E. Silêncios tangíveis. Corpo, resistência e testemunho nos espaços contemporâneos de abandono. Porto: Edições Afrontamento, 2010.
VILELA, E. Do corpo Equívoco. Braga/Coimbra: Angelus Novus, 1998.
Publicado
2020-01-17
Seção
Formação de professores que ensinam matemática em contextos de regulação e perda