"Então chegamos"

representações do feminino nas páginas d'O Lampião da Esquina (1978-1981)

  • Débora de Souza Bueno Mosqueira Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
Palavras-chave: O Lampião da Esquina, representações, imprensa, gênero

Resumo

Este artigo tem por objetivo, analisar as representações produzidas sobre a mulher por meio da categoria gênero no jornal O Lampião da Esquina, que circulou no Brasil nos anos de 1978 até 1981. Considerado a primeira publicação voltada ao público gay de circulação nacional, desejava a “saída do gueto dos grupos discriminados”, propunha também na sua edição de n. 0 a participação das mulheres. De forma gradativa a participação feminina foi se tornando mais nítida. Compreender a tentativa de construção de um espaço de visibilidade das mulheres juntamente com esta nova forma de falar sobre elas é uma das questões desta pesquisa. Para tanto, deve-se desvendar os interesses d’O Lampião da Esquina entendendo que todo jornal obtém sua marca própria que exprime suas posições políticas, econômicas, culturais e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora de Souza Bueno Mosqueira, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Mestre em História pela Universidade Federal da Grande Dourados. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6115670658827989

Referências

RODRIGUES, Jorge Caê. Impressões de Identidade: um olhar sobre a imprensa gay no Brasil. Niterói: EDUFF, 2010.

MACRAE, Edward. A construção da igualdade: identidade sexual e política no Brasil da abertura. Campinas: Editora da UNICAMP, 1990.

SOUSA NETTO, Miguel Rodrigues de. Homoerotismo no Brasil Contemporâneo: representações, ambigüidade e paradoxos. Tese (Doutorado em História Social). Programa de Pós-Graduação em História do Instituto de História, Universidade Federal de Uberlândia, 2011.

BORDIEU, Pierre (sob direção); com contribuições de A. Accardo... (et. al.). A Miséria do mundo. Petrópolis: Vozes, 1997.

CHARTIER, Roger. A história cultural entre práticas e representações. Lisboa/Rio de Janeiro: Difel/Bertrond, Brasil, 1990.

CASADEI, Eliza Bachega. As questões de redistribuição e reconhecimento na imprensa feminista alternativa: o caso Mulherio. ALTEJOR. Ano 1, volume 1, edição 00, agosto-dezembro de 2009, p. 1-19.

SOIHET, Rachel. Preconceitos nas charges de O Pasquim: mulheres e a luta pelo controle do corpo. ArtCultura, vol. 9, n. 14, jan.-jun. de 2009, p. 39-53.

LESSA, Patrícia. Visibilidade e Ação Lesbiana na década de 1980: uma análise a partir do Grupo de Ação Lésbico-Feminista e do Boletim Chana com chana. Revista Gênero. Niterói, v.8, n.2, p. 301-333, 1 sem., 2008.

Publicado
2017-01-28
Como Citar
MOSQUEIRA, D. DE S. B. "Então chegamos". albuquerque: revista de história, v. 7, n. 13, p. 24-43, 28 jan. 2017.
Seção
Dossiê: Outras eróticas e desejos possíveis, vol. I