Formação Inicial do Professor de Matemática: um olhar aos documentos oficiais de âmbito federal (1961-1974)

  • Reginaldo Guilhermino Cabral Liborio IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
  • Armando Traldi Junior IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Resumo

Neste artigo é apresentado um estudo que teve como objetivo investigar os “saberes a ensinar” e os “saberes para ensinar” apresentados nos documentos oficiais de âmbito federal, recomendados para a formação inicial de professores em cursos de licenciatura em matemática, no período de 1961 a 1974. O estudo desenvolvido é de natureza qualitativa, do tipo documental, pois buscou-se a partir da interpretação de documentos, elaborar categorias de análise para atender ao objetivo de pesquisa. A partir deste estudo é possível afirmar que neste período houve uma valorização sui generis pelos documentos oficiais dos “saberes para ensinar”, e ainda da integração destes com os “saberes a ensinar”, constatando-se que ocorreu principalmente devido ao momento político da época, em que o país vivia no período da Ditadura Militar, e que a preocupação era com uma “formação tecnicista” do professor.

Biografia do Autor

Reginaldo Guilhermino Cabral Liborio, IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática.
Armando Traldi Junior, IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Professor EBTT do curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática.
Publicado
2019-04-24
Seção
Sessões Coordenadas