É De Sonho e é De Pó, é de Memórias e é De Vivências: uma narrativa sobre uma Casa Escolar Rural

  • Grasielly Santos Souza Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Mirian Maria Andrade Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Palavras-chave: Narrativas. Memórias. História Oral. Casa Escolar Rural

Resumo

Com a intenção de disparar uma narrativa sobre a primeira década de funcionamento de uma Casa Escolar Rural (1961-1971) localizada no município de Bandeirantes, na região norte do Estado do Paraná, este artigo considera algumas memórias e algumas vivências de pessoas que protagonizaram os caminhos percorridos por uma comunidade na procura por uma educação rural. Pautadas no referencial teórico metodológico da História Oral, realizamos entrevistas com professoras e ex-alunas da Casa Escolar Lourenço Ormenezze, que foram gravadas, transcritas e textualizadas. A partir de memórias verbalizadas nestes momentos de entrevista constituímos as narrativas dessas mulheres e as mobilizamos para escrever uma narrativa sobre a primeira década de funcionamento dessa escola, permitindo uma (re)construção da história da educação rural naquela comunidade, considerando aspectos como a estrutura da escola, o cenário, as práticas, as exigências das inspetoras de ensino, as funções das professoras, o material didático, as punições, a avaliação, a disciplina e a rotina.

 

Biografia do Autor

Grasielly Santos Souza, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Mestre em Ensino de Matemática pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campi Cornélio
Procópio/Londrina – UTFPR, Paraná, Brasil. E-mail: grasiellysantossouza@yahoo.com.br
HTTP://orcid.org/0000-0001-6932-3754.

Mirian Maria Andrade, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho,
campus Rio Claro/Unesp – Rio Claro; professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná,
campus Curitiba/UTFPR-CT, Curitiba, Paraná, Brasil. E-mail: andrade.mirian@gmail.com
HTTP://orcid.org/0000-0001-5004-6320.

Referências

ALBERTI, V. Histórias dentro da História. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005.

BAREIRO, E. Políticas educacionais e escolas rurais no Paraná 1930-2005. Maringá: UEM, 2007. 107f. Dissertação (mestrado em Educação para Ciência). Programa de Pós-88. Graduação em Educação para a Ciência e o Ensino de Matemática, Universidade Estadual de Maringá.

CARVALHO, M. M. C. de. A Escola e a República. São Paulo: Brasiliense, 1989.

ESCOLA ESTADUAL DO CAMPO LOURENÇO ORMENEZZE. Projeto Político Pedagógico. Bandeirantes 2012.

FARIA FILHO, L. M. de; VIDAL, D. G. Os Tempos e os espaços escolares no processo de institucionalização da escola primária no Brasil. In: Revista Brasileira de Educação, nº.14, 2000.

GARNICA, A. V. M. Cartografias contemporâneas: mapeando a formação de professores de matemática no Brasil – 1.ed. Curitiba: Appris, 2014.

GARNICA, A. V. M. Momentos de julgamento que são um esquadrilhar de perspectivas para compor possíveis compreensões In TEIXEIRA, I. A. de C.; PAULA, M. J. de; GOMES, M. L. M.;AUAREK, W. A. (ORG). Viver e Contar: experiências e práticas de professores de matemática – Ed. Livraria da Física. São Paulo. Coleção Contexto da Ciência. p.331-347. 2012.

GARNICA, A. V. M; FERNANDES, D. N; SILVA, H. Entre a amnésia e a vontade de nada esquecer: notas sobre regimes de historicidade e história oral. Bolema. Rio Claro, p. 213-250. 2011.

GARNICA, A.V.M. História Oral e Educação Matemática: de um inventário a uma regulação. In: Revista Zetetiké, pp. 9-55, vol. 11, n. 19, Janeiro/Junho, 2003.

LOURENÇO, FILHO. Alguns aspectos da educação primária. Revista Brasileira de Estatística, Rio de Janeiro, out.-dez. 1940, n. 4, p.649-664.

MEIHY, J. C. S. B; HOLANDA, F. História oral: como fazer, como pensar. Editora Contexto, 2007.

SCHELBAUER, A. R; GONÇALVES NETO, W. Ensino primário no meio rural paranaense: em foco as escolas de trabalhadores rurais e de pescadores entre as décadas de 30 e 50 do século XX. In: Cadernos de história da educação. Vol. 12, n1, p.83-107, jan/jun. 2013.

SOUZA, L. A. Trilhas na construção de versões históricas sobre um grupo escolar. 2011. 420f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2011.

Publicado
2020-05-07
Como Citar
SOUZA, G. S.; ANDRADE, M. M. É De Sonho e é De Pó, é de Memórias e é De Vivências: uma narrativa sobre uma Casa Escolar Rural. Perspectivas da Educação Matemática, v. 13, n. 31, p. 1-21, 7 maio 2020.