Algumas Contribuições do PIBID para a Formação de Professores de Matemática

  • Klêffiton Soares da Cruz Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Fernando Guedes Cury Universidade Federal do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0002-2941-4456
Palavras-chave: Concepções sobre Formação Docente., Experiências Docentes., Reflexão., Atividades Formativas., PIBID.

Resumo

Este texto apresenta compreensões a partir de uma pesquisa sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e suas contribuições para a formação inicial e continuada de professores de Matemática. O PIBID é um programa centrado no Ministério da Educação (MEC) e posto em prática por instituições de ensino superior cuja principal intenção é contribuir com a formação de professores considerando a aproximação entre a escola básica pública e a universidade. Esta pesquisa teve como questão norteadora “Como o PIBID da UFRN em Natal contribui para a formação inicial e continuada de professores a partir das ações ali desenvolvidas?” e para respondê-la, optamos por uma abordagem qualitativa que se valeu de estudos documentos disponibilizados pelos órgãos responsáveis pelo PIBID, analisamos ações desenvolvidas pelo subprojeto de Matemática focado e, também, constituímos e estudamos as narrativas de professores e futuros professores de matemática envolvidos com o projeto a partir de entrevistas. Como conclusões, discutimos como o Programa estudado contribuiu com a formação docente acontecendo dentro da própria profissão com articulações não dicotômicas entre teoria e prática e observamos que o PIBID pode ser considerado como um espaço específico de formação que permite uma relação dialética entre escola e universidade.

Biografia do Autor

Klêffiton Soares da Cruz, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre em Ensino de Ciências Naturais e Matemática pela UFRN. Professor da rede pública de ensino SEEC-RN. E-mail: kleffitonsoares@yahoo.com.ORCID: https://orcid.org/0000-0003-0860-7459.

Fernando Guedes Cury, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutor em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Rio Claro). Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e atuando no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática. E-mail: matfernando@yahoo.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2941-4456.

Referências

CAMPELO, Talita da Silva. Atuação de Professores Supervisores do PIBID na Formação de Pedagogos Docentes: diferenciais da parceria universidade-escola básica. 129 p. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2016.

CRUZ, Klêffiton Soares da. O PIBID de Matemática como Espaço de Formação Inicial e Continuada de Professores de Matemática. 340 p. Dissertação (mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática), Universidade Federal do Rio grande do Norte, Natal, 2017.

FELÍCIO, Helena Maria dos Santos. O PIBID como “terceiro espaço” de formação inicial de professores. Diálogo Educacional. Curitiba, v. 14, n. 42, p. 415-434, maio/ago. 2014. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/6587. Acesso em 20 de jul. de 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Carlos Marcelo. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores. Belo Horizonte, v.02, n. 3, ago/dez 2010. Disponível em : https://idus.us.es/bitstream/handle/11441/31834/O%20professor%20iniciante,%20a%20pr%20tica%20pedag%20gica%20e%20o%20sentido%20da%20experi%20ncia%20(1).pdf;jsessionid=E081EBF6A171A354F5B480E6A5749AB3?sequence=1. Acesso em 20 de jul. de 2018.

GARNICA, Antônio Vicente Marafioti, SOUZA, Luzia. Aparecida. de. Elementos de História da Educação Matemática. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

MARCELO, Carlos. La evaluación del desarrollo profesional docente. In: MEDRANO, Consuelo Vélaz de; VAILLANT, Denise. Aprendizaje y desarrollo profesional docente. Madrid: Santillana, 2009. p. 119-127.

MORAIS JÚNIOR, Alberto Carlos Costa de et.al. PIBID-Matemática em Ação: um passeio pelas tendências atuais em Educação Matemática. In: MARTINS, A. F. P.; PERNAMBUCO, M. M. C. A. (Org). Formação de professores: interação Universidade, v. 2, Natal: Editora da UFRN, 2011. p. 340-349.

NÓVOA, Antônio. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 13-33.

NÓVOA, Antônio. Os Professores na Virada do Milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 25, n. 1, p. 11-20, jan/jun, 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/FVqZ5WXm7tVyhCR6MRfGmFD/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 25 de jul. de 2018.

NÓVOA, Antônio. Para uma formación de profesores construída dentro de La profesión. Revista de Educación. Universidad de Lisboa. Facultad de Psicología y Ciencias de la Educación. Lisboa. Portugal, n. 350, p. 203-218, set/dez, 2009. Dsponível em: https://www.educacionyfp.gob.es/revista-de-educacion/inicio.html. Acesso em 25 de jul. de 2018.

RODRIGUES, Márcio Urel, MISKULIN, Rosana Giareta Sguerra, SILVA, Luciano Duarte, FERREIRA, Nilton Cezar Pibid como “Terceiro Espaço” na Formação de Professores de Matemática no Brasil. Perspectivas da Educação Matemática. Campo Grande, v. 8, n. 19, p. 162-183, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1401. Acesso em 31 de ago. de 2018.

ROSA, Maria Virgínia Figueiredo Pereira do Couto, ARNOLDI, Marlene Aparecida Gonzales Colombo. A Entrevista na Pesquisa Qualitativa mecanismos para validação dos resultados. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

SANTOS, Edlamar Oliveira dos, BATISTA NETO, José. Concepções e práticas de formação continuada na educação básica. Interritórios: Revista de Educação Universidade Federal de Pernambuco, v.2, n.3, p.101- 120, 2016. ISSN 2525-7668. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/interritorios/article/view/8692. Acesso em: 25 de mar. de 2018.

SILVA, Arlete Vieira. A articulação entre a teoria e a prática na construção do conhecimento pedagógico do conteúdo. Revista Espaço Acadêmico. Maringá/PR, v. 10, n. 112, set, 2010.

SCHÖN, Donald. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992, p. 77-91.

SCHÖN, Donald. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

SHULMAN, Lee. S. Knowledge and teaching: Foundations of the new reform. Harvard educational review, v. 57, n. 1, p. 1-23, 1987.

SHULMAN, Lee S. Those who understand: Knowledge growth in teaching. Educational researcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986.

STAKE, Robert. E. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011.

XAVIER, Ana Claudia Molina Zaqueu, SILVA, Heloísa da. Produção e Análise de Narrativas Escritas ou Orais: possibilidades na investigação sobre formação de professores de matemática. Perspectivas da Educação Matemática. Campo Grande, v. 8, Número Temático, p. 709-726, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1467. Acesso em 31 de ago. de 2018.

Publicado
2022-04-06
Como Citar
CRUZ, K. S. DA; CURY, F. G. Algumas Contribuições do PIBID para a Formação de Professores de Matemática. Perspectivas da Educação Matemática, v. 15, n. 37, p. 1-23, 6 abr. 2022.