A pesquisa sobre Afetividade em Educação Matemática nos Periódicos da Área no Período de 2015 a 2019

Palavras-chave: Afetividade, Educação Matemática, Categorias de Interesse

Resumo

A presente pesquisa, de caráter qualitativo, tem como objetivo investigar quais os interesses e as contribuições de pesquisas sobre Afetividade em Educação Matemática manifestados nos periódicos da área de Ensino de Ciências e Matemática com qualis Capes A1, A2 e B1 no período de 2015 a 2019. Para isso, buscou-se nas publicações de 36 revistas, nacionais e internacionais, artigos que apresentassem em seus títulos, resumos ou palavras-chave, a expressão Afetividade e outras relacionadas. Selecionados os artigos, buscou-se identificar os objetivos, interesses e contribuições das pesquisas, bem como os entendimentos dos autores sobre afetividade. Os resultados denotam a necessidade de investimentos em pesquisas sobre o tema, bem como acena para a importância de os professores se atentarem para a questão da afetividade e suas implicações no contexto das aulas de Matemática. Ainda, que é preciso ressignificar o “ser um professor afetivo” e o papel da afetividade em sala de aula.

Biografia do Autor

Mayara Andressa Marzagão, UNIOESTE

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Educação Matemática (PPGECEM) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Unioeste. E-mail: mayaraamarzagao@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8805-7161

Rodolfo Eduardo Vertuan, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, campus Toledo. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Educação Matemática (PPGECEM) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Unioeste, e do Programa de Metrado Profissional em Ensino de Matemática, da UTFPR, Campus Londrina e Cornélio Procópio. E-mail: rodolfovertuan@yahoo.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-0695-3086

Referências

ABRAMOWSKI, Ana. Maneras de querer: los afectos docentes en las relaciones pedagógicas. 1ª ed. Bueno Aires: Paidós, 2010.

ANSUATEGUI, Francisco José Alegre; MIRAVET, Lidón Moliner. Emotional and cognitive effects of peer tutoring among secondary school mathematics student. International Journal of Mathematical Education in Science and Technology, Austrália, v.48, p.1-21, 2017.

BERTTI, Carolina Teixeira. A influência dos aspectos emocionais nos distúrbios de aprendizagem. RENCIMA, São Paulo, v.9, n.5, p. 01-13, 2018.

BIEG, Madeleine; et al. Teaching methods and their impact on students’ emotions in mathematics: an experience-sampling approach. ZDM: Mathematics Education, Alemanha, v.49, n.3, 2017.

CARMICHAEL, Colin; CALLINGHAM, Rosemary; WATT, H. Classroom motivational environment influences on emotional and cognitive dimensions of student interest in mathematics. ZDM: Mathematics Education, Austrália, v.49, n.3, 2016.

COPELASSO, Rosângela Regina Marcicano; NOGUEIRA, Antônio Sérgio. Afetividade e Aprendizagem. Presidente Prudente, 2013. Disponível em: < http://pt.slideshare.net/asergionogueira/livro-de-afetividade-e-aprendizagem>. Acesso em: 07 dez 2020.

DÍAZ, Verónica; BELMAR, Hector; POBLETE, Álvaro. Manifestación emocional y modelación de una función matemática. Bolema, Rio Claro (SP), v.32, n.62, p.1198-1212, dez 20 18.

FREITAS, Elizabeth de; FERRARA, Framcesca; FERRARI, Giulia. Giulia. The coordinated movements of collaborative mathematical tasks: the role of affect in transindividual sympathy. ZDM: Mathematics Education, Itália, v. 51, n.2, 2018.

FONSECA, Vitor da. Importância das emoções na aprendizagem: uma abordagem neuropsicopedagógica. Revista Psicopedagogia, São Paulo, v.33, n.102, 364-384, 2016.

GALVÃO, Maria Cristiane Barbosa; RICARTE, Ivan Luiz Marques. Revisão Sistemática da Literatura: conceituação, produção e publicação. Filosofia da informação, Rio de Janeiro, v. 6 n. 1, p.57-73, 2019.

GROOTENBOER, Peter; MARSHMAN, Margaret. Mathematics, affect and learning: middle school students’s beliefs and attitudes about mathematics education, Austrália, 2016.

GUIMARÃES, Gislene. O processo afetivo a partir das representações dos jovens e a matemática. Revista Paranaense de Educação Matemática, Campo Mourão, v.4, p. 40-71, 2015.

HANNULA, Markku S. Young learners’ mathematics-related affect: a commentary on concepts, methods, and developmental trends. Educational Studies Mathematics, v. 100, p.309-316, 2019.

LEAVY, Aisling; HOURIGIAN, Mairead. The beliefs of ‘Tomorrow's Teachers’ about mathematics: precipitating change in beliefs as a result of participation in an Initial Teacher Education programme. International Journal of Mathematical Education in Science and Technology, Irlanda, v.49, p.1-19, 2018.

LEITE, Sérgio Antônio da Silva; LIMA, Valéria de Araújo. Afetividade e o ensino de matemática: uma história de mediação pedagógica no ensino médio. Zetetiké, Campinas, v.26, n.2, p.337-353, 2018

MAFFEI, Letícia de Q.; SILVA, João A. Pelo caminho de tijolos amarelos: os afetos em relação à matemática na formação inicial de pedagogas. Revista Paranaense de Educação Matemática. Campo Mourão- PR, v.7, n.13, p.124-151, 2018.

MAHONEY, Abigail Alvarenga; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. Afetividade e processo ensino-aprendizagem: contribuições de Henri Wallon. Psicologia da educação, São Paulo, n. 20, p. 11-30, jun. 2005. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S1414-69752005000100002&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 29 mar. 2021.

MARTÍNEZ-SIERRA, G. Daily Emotional Experiences of a High School Mathematics Teacher in the Classroom: a Qualitative Experience-Sampling Method. International Journal of Science and Mathematical Education, México, v.17, n.3, 2018.

MARTÍNEZ-SIERRA, Gustavo; GARCÍA-GONZÁLEZ, Maria del Socorro. Students’ Emotions in the High School Mathematical: Appraisals in Terms of a Struture of Goals. International Journal of Science and Mathematical Education, v.15, n.2, México, 2015.

MONTORO, Ana Belén; CUANDO, Francisco Gil. Aspectos que facilitan la motivación con tareas Matematicas. Un estudio de casos con estudiantes de maestro de primaria. PNA: Revista de Investigación en Didáctica de la Matemática, v.10, n.4, p.307-337, 2016.

MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.

PASSOLUNGHI, Maria Chiara; CARGNELUTTI, Elisa; PELLIZZONI, Sandra.The relation between cognitive and emotional factors and arithmetic problem-solving. Educational Studies in Mathematics, Itália, v.100, 2018

PETRONZI, Dominic; et al. Further development of the Children’s Mathematics Anxiety Scale UK (CMAS-UK) for ages 4–7 years. Educational Studies Mathematics, Reino Unido, v.100, p.231-249, 2019.

SANTOS, João Ricardo Viola dos; CORRÊA, Júlio Faria. Formação de Professores de Matemática e Circuito de Afetos: O desamparo como possibilidade para formações sem intenção de formar. Perspectivas da Educação Matemática. UFMS, V.12, n.30, 2019, p.612-635.

SANTOS, Daniel Moreira dos; SANTOS-WAGNER, Vânia Maria Pereira. A influência dos afetos no desempenho de estudantes do 6º ano em atividades de cálculo mental envolvendo adição e subtração. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, Espírito Santo, v.9, n.2, 167-185, 2016.

SEIFFERT-SANTOS, Saulo C. et al. Análise dos periódicos qualis/CAPES: visão geral da área de ensino em Ciências e Matemática. Revista Brasileira de Educação em Ciências e Educação Matemática, Cascavel, v.2, n.1, p.106-126, 2018.

SILVA, José Roberto Damasceno. The Relationship between Affectivity and Self-efficacy for the Learning of Mathematical Contents. Acta Scientiae, Canoas, v.21, n.4, 2019.

VASCONCELOS, Danilo Monteiro de; CARVALHO, José Ivaildo Felisberto de. Idoneidade cognitivo- afetiva de uma sequência didática para a construção de razões trigonométricas por meio de uma história em quadrinhos. Em teia - Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, v.10, n.2, p.1-24, 2019.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. Psicologia Pedagógica. Tradução Claudia Schillin. Porto Alegre: Artmed, 2003

Publicado
2022-04-27
Como Citar
MARZAGÃO, M. A.; VERTUAN, R. E. A pesquisa sobre Afetividade em Educação Matemática nos Periódicos da Área no Período de 2015 a 2019. Perspectivas da Educação Matemática, v. 15, n. 37, p. 1-24, 27 abr. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)