1. LINHA EDITORIAL

Foco e Escopo
ENSIN@ UFMS  é uma  publicação  multidisciplinar  vinculada ao  Grupo de Pesquisa Laboratório de Ensino e Pesquisa Multidisciplinar  (LEA UFMS)  e ao  Grupo de Estudos e Pesquisas em Formação de Professores (GFORP). Ambos os grupos são formados por professores que atuam na Graduação e Pós-Graduação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS),  Campus de Três Lagoas (CPTL). A revista está vinculada a quatro Programas de Pós-Graduação do CPTL/UFMS: Programa  de  Pós-Graduação  em  Educação (PPGE), Mestrado Profissional em  Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Geografia (PPGGeo), Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS).

Trata-se de um periódico anual,  revisado por pares,  com foco  na publicação de pesquisas  relacionadas  aos processos de  ensino e aprendizagem, à formação do professor e sua prática pedagógica. Como a proposta  é  multidisciplinar  os  trabalhos científicos resultantes de pesquisas em educação e ensino de ciências em geral, bem como sobre temas que afetam ou influenciam os processos de ensino e aprendizagem também fazem parte da temática da revista.

Assim, o público alvo da revista são pesquisadores, discentes de Graduação e Pós Graduação, bem como professores, profissionais e público em geral com interesse na temática da revista.

Periodicidade
A Revista ENSIN@ UFMS é uma publicação ANUAL, com previsão de publicação em Dezembro de cada ano. Cada edição é organizada em ano, volume e número.

Seções da Revista
As publicações poderão ser apresentadas para as seguintes categorias:

Artigos - Texto resultante de pesquisa concluída, destacando a fundamentação teórico-metodológica, procedimentos empregados na pesquisa e resultados alcançados. Os artigos devem estar relacionados à temática da revista e apresentados em forma de ensaios ou resultados de pesquisa. 

Notas de Pesquisa (ou Comunicações Breves) - Trabalhos ou pesquisas em andamento, centrados na descrição do tema, na apresentação e discussão de resultados parciais.

Relatos de Experiência - Texto feito por um autor ou uma equipe de autores(as) descrevendo precisamente uma dada experiência que apresenta uma contribuição relevante, colaborando com a discussão dos temas propostos pela revista. 

Resenhas - Resenhas de livros, artigos, teses e dissertações relacionados à temática da revista e que tenham sido publicados até, no máximo, 3 (três) anos antes da data de envio do trabalho à revista. 

Entrevistas - Diálogos com nomes de destaque nas temáticas da revista.

A revista poderá publicar também:

Dossiê - Trata-se de um conjunto de artigos proposto e organizado por até três editores convidados sobre temas atuais que contribuam com a temática da revista. Os Dossiês devem conter artigos inéditos, de submissão espontânea (aprovados) ou de demanda induzida (encomendas). 

Edição Temática - A revista aceita a submissão de propostas de edições temáticas, de acordo com o escopo da revista, para serem publicadas na qualidade de uma edição especial e  eventualmente uma edição regular. Os proponentes devem ser pesquisadores envolvidos com a temática da edição. As propostas serão avaliadas pela equipe editorial e caso aceitas serão coordenadas pelos proponentes que participarão do processo editorial.

A revista poderá publicar Artigos, Notas de Pesquisa (ou Comunicações Breves), Relatos de Experiência, Entrevistas e Resenhas de temática livre (demanda contínua) em todos seus números, inclusive naqueles dedicados a dossiês temáticos.

Os textos devem ser submetidos exclusivamente na plataforma da revista  (https://periodicos.ufms.br/index.php/anacptl/about/submissions). Para fazer a submissão de um texto todos os autores devem ter cadastro no sistema da revista. Quaisquer dúvidas sobre o processo de submissão ou de avaliação de artigos podem ser elucidadas pelo e-mail:  revista.ensinaufms@gmail.com 

A Revista ENSIN@ UFMS  não assume responsabilidade por conceitos e opiniões emitidos pelos autores dos manuscritos, porque não refletem necessariamente a opinião do Conselho Editorial da revista.

 

2. POLÍTICA DE ACESSO ABERTO

Com o objetivo de incentivar o intercâmbio global de conhecimento e a ideia de Ciência Aberta, a Revista ENSIN@ UFMS proporciona acesso livre e imediato ao seu conteúdo seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Esta revista não cobra taxas de submissão e processamento de artigos (APCs).

“A ideia por trás da Ciência Aberta é permitir que as informações científicas, dados e resultados sejam mais amplamente acessíveis (Acesso Aberto) e aproveitados de forma mais confiável (Dados Abertos) com o envolvimento ativo de todas as partes interessadas (Aberto à Sociedade). Ao incentivar a ciência a estar mais conectada às necessidades da sociedade e ao promover oportunidades iguais para todos (cientistas, formuladores de políticas e cidadãos), a Ciência Aberta pode ser uma verdadeira virada de jogo ao preencher as lacunas de ciência, tecnologia e inovação entre e dentro dos países e preencher o direito humano à ciência” (UNESCO, 2021).

 

3. POLÍTICA DE ARQUIVAMENTO E PRESERVAÇÃO DIGITAL

Cientes da importância do arquivamento e preservação de suas publicações, os editores da Revista ENSIN@ UFMS utiliza:
- Arquivamento Interno, os editores mantem o armazenamento em drives e discos rígidos externos, atualizados semestralmente.
- Preservação de Longa Duração, A Revista ENSIN@ UFMS participa da Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital Cariniana do IBICT. O status da revista pode ser acompanhado no portal https://keepers.issn.org/

"A Rede Cariniana surgiu da necessidade de se criar no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – Ibict uma rede de serviços de preservação digital de documentos eletrônicos brasileiros, com o objetivo de garantir seu acesso contínuo a longo prazo" (Portal Rede Cariniana).

 

4. PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

A Revista ENSIN@ UFMS adota em seu processo editorial a avaliação duplo-cego anônima (double-blind peer review), garantindo o anonimato de autores e avaliadores. São utilizadas as seguintes etapas:

i) Pré-avaliação pelos Editores. Nessa etapa serão verificados: a adequação ao escopo da revista, a estrutura geral do manuscrito, o atendimento às normas e diretrizes para autores, o preenchimento de metadados, o envio das Notas Complementares de Autoria e a existência de informações que possam identificar os autores. Neste momento os textos são submetidos ao Software CopySpyder, uma ferramenta com uma versão gratuita, para verificar a chance de similaridade com outros textos disponíveis na internet.

Caso os editores identifiquem problemas que podem ser resolvidos os autores serão comunicados e contarão com um prazo de 10 dias para adequação dos manuscritos. Caso os editores identifiquem problemas substanciais os autores serão notificados sobre a rejeição e arquivamento do manuscrito. Este processo pode levar de duas a seis semanas.

ii) Avaliação pelo Comité Científico ou Pareceristas ad hoc. Concluída positivamente a primeira etapa de avaliação pelos editores, o texto será encaminhado para dois avaliadores do Conselho Científico ou Pareceristas ad hoc convocados pelos editores da revista, aos quais caberá a análise sobre originalidade, pertinência, cumprimento das diretrizes para autores. Quando for preciso os editores poderão solicitar a participação de mais avaliadores. Os revisores deverão responder indicando sua aprovação (com ou sem modificações) ou recusa do mesmo.

Se um dos revisores definir que um artigo não deve ser publicado, o documento deve ser enviado a um terceiro, cujo parecer ajudará a definir o resultado final. Persistindo alguma dúvida sobre a avaliação ou qualquer outro conflito, o Conselho Editorial da Revista deve definir se o artigo é publicado ou não ou se outras providências devem ser tomadas.

Se o manuscrito é aprovado pelos dois revisores e a avaliação recomenda algumas correções, os autores serão responsáveis por realizá-las, dentro do prazo estabelecido pela revista (geralmente não ultrapassa 15 dias), devendo enviar o texto corrigido por e-mail. Uma vez que o autor devolve o texto com os ajustes realizados, estes serão verificados e, se necessário, devolvidos ao autor, até que o documento esteja pronto para publicação. Caso as recomendações dos avaliadores não sejam atendidas, o texto não será publicado.

Quando houver a necessidade de alterações referentes apenas a aspectos gramaticais, ortográficos e de ordem normativa, com vistas a manter a homogeneidade da publicação, os Editores se reservam o direito de fazer as modificações necessárias, respeitando o estilo do autor. Nos demais casos, o autor reformulará o texto conforme o que for solicitado pela revista.

Se o manuscrito recebe dois pareceres desfavoráveis, o texto não será publicado.

Em todos os casos, a decisão final e sua comunicação oficial são de responsabilidade do Editor.

A Revista ENSIN@ UFMS reserva-se o direito de, a seu critério, publicar textos convidados (sem a necessidade  de  processo  completo  de  avaliação  por  revisor)  nos  casos  em  que aspectos comemorativos, históricos estiverem sendo considerados.

Os editores se reservam o direito a rejeitar os textos que tenham um conteúdo significativamente similar (plágio) com outros em qualquer parte do processo em que seja identificado.

Conflito de interesse

No caso de conflito de interesse por parte dos revisores, os Editores encaminharão o manuscrito a outro revisor.


5. DIRETRIZES DE ÉTICA E BOAS PRÁTICAS NO PROCESSO EDITORIAL

Os editores e o Conselho Editorial trabalham para garantir que todo o processo editorial da Revista ENSIN@ UFMS seja pautado pela ética e boas práticas de publicação, garantindo o acesso aberto às publicações, respeitando a privacidade de autores e revisores, bem como respeitando a confidencialidade de resultados das pesquisas apresentadas para avaliação.
- Todas as decisões editoriais são fundamentadas na originalidade, pertinência, cumprimento das diretrizes para autores.
- Todos os textos recebidos são submetidos ao Software CopySpyder, uma ferramenta de versão gratuita, para verificar a chance de similaridade com outros textos disponíveis na internet. 
- Os editores, com o apoio do Conselho Editorial,  deverão agir investigando qualquer caso de suspeita ou alegação de má conduta identificada, seja nas submissões ou nos artigos publicados. 
- A Revista ENSIN@ UFMS utiliza o arquivo Notas Complementares, que recolhe informações completas sobre todos os autores e sobre o texto (como financiamento, autorização de uso de imagens e aprovação no comitê de ética no caso de pesquisas com animais ou com seres humanos).

 

6. FUNÇÕES EDITORIAIS

Para a organização do trabalho editorial, a Revista ENSIN@ UFMS conta com o envolvimento e dedicação de diversos agentes, eles são: Editor Chefe, Editores Adjuntos, Conselho Editorial, Equipe de Edição e Diagramação, Conselho Científico e Corpo de Revisores Externos ou Pareceristas ad hoc.

O Editor Chefe é o representante político e acadêmico, responsável pelo constante aprimoramento da revista e pela coordenação de toda a equipe editorial, ele convoca e preside o Conselho Editorial.
- Os Editores Adjuntos são responsáveis por executar as políticas definidas pelo Conselho Editorial e pela gestão dos processos editoriais para que a revista possa cumprir com a periodicidade, observando no processo editorial as Diretrizes de Ética e Boas Práticas da revista.

Os Editores são responsáveis por:
i) Analisar os artigos submetidos e aprovar aqueles que estão no escopo da Revista ENSIN@ UFMS para o fluxo editorial, tomando como referência o foco temático do periódico e as diretrizes para publicação;
ii) Instruir Editores Convidados, Autores e Avaliadores sobre o fluxo editorial e o processo de arbitragem por pares, o que envolve atendimento às diretrizes da Revista ENSIN@ UFMS, submissão, avaliação e encaminhamentos;
iii) Garantir um processo anônimo de arbitragem dos artigos, justo e imparcial, assegurando que as informações permaneçam confidenciais;
iv) Organizar a relação de avaliadores, mantendo seus dados atualizados;
v) Responder a questionamentos relacionados a um artigo publicado, referentes a possibilidade de má conduta editorial, seguindo as orientações do COPE;
vi) Publicar, quando se fizer necessário, correções, esclarecimentos, retratações e pedidos de desculpa;
vii) Garantir a manutenção das boas práticas editoriais.

- O Conselho Editorial é composto por um grupo de seis professores da UFMS, Campus de Três Lagoas, membros dos grupos de Pesquisa LEA UFMS e GFORP. Ele se reúne periodicamente e é responsável por questões administrativas referentes à política editorial da revista. 

O Conselho Editorial é responsável por:
i) Realizar um esforço pela sustentabilidade da revista, garantindo sua divulgação, manutenção e consolidação;
ii) Ampliar a relação de avaliadores;
iii) Apoiar os editores em processos de resposta sobre questionamentos relacionados a possibilidade de má conduta editorial;
iv) Apoiar os editores no processo de garantir a manutenção das boas práticas editoriais;
v) Atuar como última instância quanto à aceitação de material submetido para publicação, em caso de divergência dos pareceres da dupla-cega;
vi) Decidir quanto a eventual publicação de volumes temáticos e quanto a quaisquer questões a respeito da linha editorial.

- A Equipe de Edição e Diagramação é composta por membros da comunidade acadêmica da UFMS, coordenada pelos editores adjuntos e responsável pela edição e diagramação da revista, responsável por garantir sua qualidade visual, respeitando o projeto original e as determinações do Conselho Editorial.

- O Conselho Científico é composto por pesquisadores mestres e doutores responsáveis por auxiliar, de forma permanente, os editores com os trabalhos de avaliação dos manuscritos que serão publicados; emitindo pareceres sobre a qualidade acadêmica, a relevância científica, a consistência e adequação do trabalho em avaliação. A Revista ENSIN@ UFMS tem a preocupação de que ele seja abrangente, incluindo pesquisadores de diversas Instituições e com o compromisso de ampliação frequente.

- O Corpo de Revisores Externos ou Pareceristas ad hoc é composto por pesquisadores mestres e doutores de diferentes instituições que poderão auxiliar, eventualmente, os editores com os trabalhos de avaliação dos manuscritos que serão publicados, emitindo pareceres sobre a qualidade acadêmica, a relevância científica, a consistência e adequação do trabalho em avaliação. Eles são acionados em caso de sobrecarga de trabalho do comitê científico ou para suprir uma necessidade teórica específica de avaliação de um manuscrito, que não encontra especialistas no comitê científico. A Revista ENSIN@ UFMS garante o anonimato dos revisores externos ou pareceristas ad hoc.

Espera-se que os Avaliadores membros do Conselho Científico ou do corpo de Pareceristas ad hoc:
i) Notifiquem os Editores de sua disponibilidade para avaliar um artigo, respeitando os prazos estabelecidos pelos editores.
ii) Recusem o convite sempre que não se sentir qualificado para realizar a avaliação em função do tema abordado, da identificação de aspectos que levem a reconhecer a autoria, e/ou se houver conflito de interesse.
iii) Tratem os manuscritos como documentos confidenciais, protegendo a propriedade intelectual e os direitos dos autores, mantendo sigilo sobre as informações e comprometendo-se a não usar informações privilegiadas para proveito próprio, inclusive em suas pesquisas e/ou publicações.
iv) Comuniquem os Editores imediatamente sobre a identificação de violação de direitos por parte dos autores e/ou de práticas de plágio.
v) Comuniquem os editores se, por motivo plenamente justificável, não puder emitir o parecer em tempo hábil, solicitando sua substituição por outro avaliador.
vi) Elaborem um parecer objetivo, expressando opiniões com argumentos fundamentados e referências, amparando-se em boas práticas editoriais.

 

7. FONTES DE APOIO

A revista não recebe apoio financeiro e conta com o trabalho voluntário de todos os membros vinculados ao Corpo Editorial. A revista conta também com apoio dos membros dos Grupos de Pesquisa
- Laboratório Multidisciplinar de Ensino e Pesquisa (LEA UFMS).
- Grupo de Estudos e Pesquisas em Formação de Professores (GFORP).

 

8. HISTÓRICO DO PERIÓDICO

A Revista ENSIN@ UFMS  teve o seu  primeiro  número  lançado  em  2016, reunindo os trabalhos apresentados no 1º Seminário do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e o 1º Encontro Multidisciplinar das Licenciaturas e Pós Graduação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - Campus de Três Lagoas/MS e Bataguassu/MS, que reuniu profissionais e acadêmicos dos Cursos de Licenciaturas dos referidos campi.

A primeira editora chefe e responsável pela criação da revista foi a Professora Dra. Maria Elisa Rebustini com apoio do acadêmico Caio Vinicius dos Santos.

A revista se consolidou como uma iniciativa do Grupo de Pesquisa LEA UFMS Laboratório de Ensino e Pesquisa Multidisciplinar e conta com o apoio do Grupo de  Estudos e Pesquisas  em Formação de  Professores (GFORP), desde sua criação em 2018.  Ambos os grupos  são  formados  por  professores que atuam na Graduação e Pós-Graduação na Universidade Federal de Mato Grosso  do  Sul (UFMS),  Campus de Três Lagoas (CPTL).

Desde 2017 a editora chefe é a Professora Dra. Patrícia Helena Mirandola Garcia.

A partir de 2019 a revista foi vinculada a três Programas de Pós-Graduação da UFMS/CPTL: Programa  de Pós-Graduação em  Educação (PPGE), Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Geografia (PPGGeo).

Em 2021 a revista passou a estar vinculada também ao Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS).