A Tomada de Decisão: tensionamentos de uma instrução dada pela matemática financeira dos livros didáticos de matemática do ensino médio

  • Camila Aparecida Lopes Coradetti Manoel Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Marcio Antonio da Silva
Palavras-chave: Educação Matemática, Currículo, Matemática Financeira, Livro didáticos, Análise do Discurso, Produção de Subjetividade.

Resumo

O texto apresenta alguns resultados da análise de uma pesquisa de mestrado. A investigação teve inspiração nas perspectivas curriculares contemporâneas de pesquisa em Currículo. Este texto objetiva problematizar as instruções referentes à tomada de decisão, contidas em livros didáticos de matemática do ensino médio, descrevendo como elas contribuem para a constituição de sujeitos. As problematizações foram tensionadas por meio das contribuições foucaultianas da análise do discurso e da produção de subjetividade para a constituição dos sujeitos desses discursos. Dentre os resultados, destaca-se um deslocamento da emergência de práticas neoliberais que tentam mobilizar significados para constituir um “sujeito economicamente útil e empreendedor”.

Biografia do Autor

Camila Aparecida Lopes Coradetti Manoel, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Cursando Doutorado em Educação Matemática no Programa de Pós Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo? Tradução Vinícius de Castro Honesko. Chapecó: Argos, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Guia de livros didáticos: PNLD 2015. Brasília: MEC/SEB, 2014.

BUJES, M. I. E. Descaminhos. In: COSTA, M. V. (org.). Caminhos investigativos II: outros modos de pensar e fazer pesquisa em educação. Rio de Janeiro: Lamparina editora, 2007.

DANTE, L. R. Matemática: contexto e aplicações. 2. ed. São Paulo: Ática, 2013. v. 3.

CORADETTI, C. A. L. M. Discursos que emergem da matemática financeira: uma análise dos livros didáticos de Matemática do ensino médio. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XIX, 2015, Juiz de Fora MG. Anais..., Juiz de Fora: UFJF, 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2017.

CORADETTI, C. A. L.; SOUZA, D. M. X. B; OLIVEIRA, J. C. G; BERTO, L. F. Tensionamentos em Multiplicidade: a linguagem midiática no currículo de matemática. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XII, 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade Cruzeiro do Sul, 2016. Disponível em: < http://www.sbem.com.br/enem2016/anais/pdf/6995_4159_ID.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2017.

CORADETTI. C. A. L. M. Um Olhar Contemporâneo para a Matemática Financeira Presente nos Livros Didáticos do Ensino Médio, 2017. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2017.

FISCHER, R. M. B. Foucault e análise do discurso em educação. Cadernos de pesquisas, n. 114, p. 197–223, 2001.

______. Trabalhar com Foucault: a arqueologia de uma paixão. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1987.

______. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H.; RABINOW, P. (Org.). Michel Foucault: Uma trajetória filosófica - Para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense universitária, 1995, p. 231-249.

______. Em defesa da sociedade. Curso no Collège de France (1975-1976). Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

______. Nascimento da Biopolítica: Curso dado no Còllege de France (1978-1979). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008a.

______. Segurança, Território, População: Curso dado no Collège de France (1977-1978). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008b.

GADELHA, S. Biopolítica, governamentalidade e educação: introdução e conexões, a partir de Michel Foucault. 1. Reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

IEZZI, G. et al. Matemática: ciência e aplicações. 7.ed. São Paulo: Saraiva, 2010. v. 3.

LARROSA, J. Tremores: escritos sobre experiência. Tradução de Cristina Antunes e João Wanderley Geraldi. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

LEONARDO, F. M. de. Conexões com a Matemática. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2013. v. 3.

LOPES, A. C.; MACEDO, E. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MONTEIRO, A. et al. Tramas discursivas em práticas escolares de alfabetização. Zetetike, v. 18, número temático 2010, p. 47-66, 2010.

MUTZ, A. S. C. A constituição do sujeito contemporâneo do consumo: aprender a comprar bem, para comprar sempre. 2013. 219 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

OCAMPOS J. D. G. Redes Discursivas Sobre a História da Matemática em Livros Didáticos do Ensino Médio. 2016. 174 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2016.

OLIVEIRA, H. D. L. de. Entre mesadas, cofres e práticas matemáticas escolares: A constituição de Pedagogias Financeiras para Infância. 2009. 238 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

PARAÍSO, M. A. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos e estratégias analíticas. In: MEYER, D. E.; PARAÍSO, M. A. (Orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012, p. 23-45.

SARAIVA, K. Educando para viver sem riscos. Educação, v. 36, n. 2, p. 168-179, 2013.

SILVA, M. A. Currículo como currere, como complexidade, como cosmologia, como conversa e como comunidade: contribuições teóricas pós-modernas para a reflexão sobre currículos de matemática no ensino médio. Bolema, Rio Claro (SP), v. 28, n. 49, p. 516-535, 2014.

___________. Investigações Envolvendo Livros Didáticos de Matemática do Ensino Médio: a trajetória de um grupo de pesquisa. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, v. 9, p. 36-54, 2016a.

__________. Problematizando o Uso das Expressões 'Responsabilidades Sociais' e 'Implicações para a Sala de Aula'. Revemat: Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 11, n. 2, p. 328-342, 2016b.

__________. Projeto: Redes discursivas em livros didáticos de Matemática do ensino médio. n. Processo: 459896/2014-8. Disponível em:<http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4739808D9>. 2015.

SILVA. T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

VEIGA-NETO, A. Governamentalidade, neoliberalismo e educação. In: CASTELO BRANCO, G.; VEIGA-NETO, A. (Orgs.). Foucault: filosofia e política. Belo Horizonte: Autêntica, p.37-52, 2013.

VEIGA-NETO, A.; LOPES, M. C. Para pensar de outros modos a modernidade pedagógica. ETD - Educação Temática Digital, v. 12, n. 1, p. 147-166, 2010.

VEIGA-NETO, A.; SARAIVA, K. Educar como arte de governar. Currículo sem Fronteiras, v. 11, n. 1, p. 5-13, 2011.

Publicado
2017-06-10
Seção
Foucault, Deleuze e Educação Matemática