FORMAR PROFESSORES NA PERSPECTIVA DA NARRATIVIDADE

potencialidades e contribuições para o desenvolvimento profissional docente

Palavras-chave: Pesquisa Narrativa (Auto)Biográfica, Formação de Professores, Diário, Curso de Pedagogia

Resumo

A produção do artigo partiu de nossas experiências como professores universitários formadores de professores no curso de Pedagogia em uma instituição da rede privada de ensino localizada na cidade de Caxias, interior do Maranhão, em que focalizamos neste estudo, fontes narrativas escritas/produzidas por 06 (seis) estudantes do curso citado, no ano de 2017. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo narrativa (auto)biográfica, em que primamos como dispositivos metodológicos: observações, diário de pesquisa e escritas narrativas. O objetivo foi: compreender as potencialidades das narrativas escritas no processo de formação de professores. A fundamentação epistemológica valoriza a pesquisa narrativa (auto)biográfica em articulação à formação e o desenvolvimento profissional docente com os postulados de: Josso (2010), Ricoeur (2010), Benjamin (2012), Bragança (2012; 2018), Zabalza (2004), Imbernón (2009; 2016), Marcelo Garcia (1999), Nóvoa (2009), entre outros. Os resultados evidenciaram que é nas narrativas escritas dos estudantes por meio dos diários produzidos que se constroem as dimensões da aprendizagem pessoal e formativa, que se enlaçam em vários âmbitos mais amplos da existência, se tornando, portanto, a narratividade de caráter (auto)biográfica, um meio e recurso privilegiado de potencializar a formação e a emancipação dos sujeitos.

Biografia do Autor

Joelson de Sousa Morais, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) na linha de pesquisa Formação de Professores, Currículo, Trabalho Docente e Avaliação (Bolsista CAPES). É pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP), do Grupo Interinstitucional de Pesquisaformação Polifonia (UNICAMP/UERJ), do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares: Educação, Saúde e Sociedade da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA/CPNQ) e do Núcleo de Pesquisa em Educação, Formação Docente, Ensino e Práticas Educativas (NUPEFORDEPE/UFPI). Atualmente é Professor Substituto da Universidade Federal do Maranhão (UFMA)/Campus Codó-MA.

Franc-Lane Sousa Carvalho do Nascimento, Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte -UFRN. Líder do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares: Educação, Saúde e Sociedade -CNPq/UEMA. Professora Adjunta III do Departamento de Educação da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), no Centro de Estudos Superiores de Caxias - CESC e Professora Permanente dos Programas de Pós-Graduação do Mestrado em Educação e do Mestrado e Doutorado em História do PPGE/UEMA, e atualmente Diretora do Curso de Pedagogia.Trabalha ainda como Coordenadora Pedagógica e Formadora na Secretaria Municipal de Educação, Ciências e Tecnologia de Caxias (MA) –SEMECT.

Publicado
2022-02-14
Como Citar
Morais, J. de S., & Nascimento, F.-L. S. C. do. (2022). FORMAR PROFESSORES NA PERSPECTIVA DA NARRATIVIDADE. InterMeio: Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Educação - UFMS, 27(54). https://doi.org/10.55028/intermeio.v27i54.13329