As representações sociais de criança e as tecnologias: uma proposta de metodologia de pesquisa

  • Viviane de Bona
  • Lícia de Souza Leão Maia

Resumo

O presente artigo faz referência a uma pesquisa que buscou caracterizar a criança contemporânea relacionando-a com as tecnologias que estão presentes em quase todas as ações diárias, transformando cada vez mais a vida social e direta ou indiretamente o dia-a-dia infantil. O campo investigativo foi o contexto escolar e teve como protagonistas alunos e professores da escola pública. Este trabalho utilizou a teoria das representações sociais (MOSCOVICI, 2003) como fundamento para responder questões que se referem à concepção de criança e sua relação com a tecnologia. Neste artigo, propõe-se discutir as estratégias metodológicas utilizadas com as crianças para a apreensão de suas representações sociais. Os resultados obtidos apontam aspectos que parecem se perpetuar em relação à definição de criança, tais como: o brincar, ir para a escola, e bons sentimentos. Em relação à tecnologia é evidenciada a dimensão lúdica e formativa como possibilidade de facilitar o processo de aprendizagem. As tecnologias estão sendo integradas na vida cotidiana das crianças e a elas são atribuídas as suas possibilidades de utilização no ensino.

Biografia do Autor

Viviane de Bona

Universidade Federal de Pernambuco – UFPE Doutoranda do Programa de pós-graduação em Educação.

Lícia de Souza Leão Maia

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE Professor Universitário

Publicado
2016-11-04
Como Citar
de Bona, V., & Maia, L. de S. L. (2016). As representações sociais de criança e as tecnologias: uma proposta de metodologia de pesquisa. InterMeio: Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Educação - UFMS, 16(32). Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/2424