Recreio: os sentidos do brincar do ponto de vista das crianças

  • Rogério Costa Würdig

Resumo

O presente artigo é parte da minha tese de doutorado cujo foco de análise foi como se expressa a cultura lúdica do ponto de vista das crianças no contexto do recreio e no contexto casa-rua. A pesquisa etnográfica foi desenvolvida com um grupo de crianças num bairro popular de Pelotas-RS, entre os anos de 2005 e 2006. O texto aqui apresentado destaca os sentidos do brincar no contexto do recreio, aprofundando como as meninas e os meninos brincavam, analisando as
diferenças, as temáticas e a configuração dos espaços destinados, ocupados e transformados pelas crianças. Os principais instrumentos de pesquisa utilizados foram as observações participantes, as entrevistas conversadas e as fotografias. É impossível imaginar um recreio sem as crianças brincando e se divertindo. E de imaginação as crianças são verdadeiros craques, artistas e muito mais. Elas
conseguem transitar com imensa rapidez e habilidade entre o real e o imaginário, sendo essa capacidade o ponto comum entre as brincadeiras dos meninos e das meninas.

Biografia do Autor

Rogério Costa Würdig

Prof. Dr. da Faculdade de Educação – Universidade Federal de Pelotas. Prof. Adjunto do Departamento de Ensino.

Publicado
2016-11-04