Educação para a diversidade cultural: uma perspectiva para o respeito das diferenças

  • Lidia Kadlubitski
  • Sérgio Junqueira

Resumo

A educação para a diversidade cultural se constitui resposta ao universalismo etnocêntrico homogeneizante, visando o respeito das diferenças. Um exemplo é a formação do Pedagogo, no Brasil, que a partir das Diretrizes Curriculares do Curso de Pedagogia, tem por base a diversidade cultural do país, com objetivo de formar Pedagogos para serem agentes de educação na superação de quaisquer formas de exclusão. Dentro desse contexto, o presente artigo busca responder como a diversidade cultural está presente na formação do Pedagogo na cidade de Curitiba? Para tanto, foram analisados documentos oficiais do Brasil e documentos curriculares de sete Cursos de Pedagogia da cidade de Curitiba e entrevistados Coordenadores e Professores desses Cursos. O estudo evidenciou que a diversidade cultural na formação do Pedagogo está bastante presente nos documentos analisados. No entanto, apesar das fontes documentais contemplarem a formação dos pedagogos, com relação a diversidade, para que seja alcançada a dimensão objetiva, é necessário que se efetive a formação de profissionais da educação com vistas as práticas sociais. Somente assim será possível vislumbrar uma sociedade mais justa e solidária.

Biografia do Autor

Lidia Kadlubitski

Discente do Programa de Mestrado em Educação, Centro de Teologia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR. Atua no Núcleo de Intercâmbio e Cooperação Internacional da PUCPR e é pesquisadora no Grupo de Pesquisa GPER.

Sérgio Junqueira

Doutor em Ciências da Educação, Professor e Pesquisador no Centro de Teologia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR e Líder do Grupo de Pesquisa GPER.

Publicado
2016-11-04