Os diários narrativos dos professores de língua inglesa em início de carreira: um estudo sobre potencialidades e limites

  • Renata Cristina da Cunha

Resumo

Estabelecemos como objetivo geral deste estudo investigar a contribuição da escrita dos diários narrativos para a produção da profissão professor pelos professores de Língua Inglesa iniciantes na profissão. Devido à natureza do objeto de estudo, escolhemos a pesquisa narrativa, com abordagem qualitativa como metodologia a ser seguida, dialogando com autores como Clandinin e Connelly (2000, 2004), Bolívar (2002), Souza (2004, 2006a, 2006b), entre outros. Para a realização da pesquisa, contamos com a colaboração de seis professoras, graduadas em Letras-Inglês, iniciantes na carreira e no efetivo
exercício da docência nas escolas públicas e particulares de Ensino Médio, da cidade de Parnaíba (PI). Realizamos a pesquisa no segundo semestre de 2008, com a utilização dos diários narrativos e das rodas de conversa. No plano de análise dos dados, optamos pela análise do conteúdo proposta por Bardin
(2006). As análises e as interpretações dos dados produzidos revelaram que apesar da falta de tempo e da  falta de hábito da escrita, o registro escrito nos diários narrativos revelou-se uma fonte bastante profícua uma vez que contempla ambas as dimensões formativa e investigativa da prática profissional docente.

Biografia do Autor

Renata Cristina da Cunha

Professora Assistente, nível 1 da Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

Publicado
2016-11-04