A CONSTITUINTE ESCOLAR DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MATO GROSSO DO SUL (1999 A 2001): UMA PROPOSTA DE GESTÃO DEMOCRÁTICA DA EDUCAÇÃO *

Maria Alice de Miranda Aranda, Ester Senna

Resumo


O objetivo deste artigo é apreender a concepção de gestão democrática da educação e de democracia presentes na Constituinte Escolar da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (1999 a 2001) e como se configurou a articulação entre ambas (gestão e democracia). Caminhando do empírico ao concreto pensado, chega-se a algumas abstrações científicas que mostram que a concepção de democracia participativa, de caráter popular, que seria a sua sustentação, não encontrou alicerce nesse momento histórico. Considerando os acertos e os desacertos com a democracia, a Constituinte Escolar é uma proposta de gestão democrática. A sugestão é ir além da proposição e multiplicar experiência como essa, entendida como alternativa possível para, em processo, viabilizar a democracia participativa, em graus mais elevados de possibilidades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação
                         Faculdade de Educação
        Universidade Federal de Mato Grosso do Sul