PARÂMETROS PARA UMA EDUCAÇÃO ESTÉTICA DO GOSTO

  • Rafael Duailibi Maldonado

Resumo

Esse texto apresenta algumas análises resultantes da pesquisa de doutoramento finalizada em 2016, que buscou identificar, na confluência dos campos educativo e artístico e tendo os documentos curriculares de arte como objeto de estudos, como a afirmação estética do gosto se estabelece no contexto da educação formal e não formal. No recorte aqui apresentado, tomando como fontes os documentos curriculares (nacionais e locais) de Arte: Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental, séries iniciais (1ª a 4ª séries) e séries finais (5ª a 8ª séries) do Ensino Fundamental, publicados respectivamente, em 1997 e 1998; e o Referencial Curricular da Educação Básica (Ensino Fundamental e Ensino Médio), publicado em 2007 pela Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul; e o Referencial Curricular do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano), publicado em 2008 pela Secretaria Municipal de Educação, de Campo Grande; buscamos detectar como a ordenação do conhecimento artístico/estético atua na configuração do gosto educado. Tal formulação nos possibilita perceber os documentos curriculares, que materializam esse conhecimento, como mecanismos legitimados e legitimadores na/para elaboração de significados/sentidos do gosto.

Publicado
2019-08-22