MULHERES NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA: entre a renovação historiográfica e os documentos norteadores da educação

  • Larissa Klosowski de Paula
  • Isabela Candeloro Campoi

Resumo

O artigo propõe analisar a inserção da temática das mulheres nos livros didáticos de História destinados ao Ensino Médio, especificamente na terceira coleção mais distribuída pelo Programa Nacional do Livro Didático no Brasil em 2015 e que é de autoria feminina. Parte-se do princípio de que os impressos didáticos são hegemônicos nas aulas de história, adquirindo um importante papel no processo de ensino-aprendizagem. Coadunada com as tendências historiográficas, a produção didática responde aos documentos norteadores da educação no Brasil e também ao mercado editorial. A partir de tais considerações, a análise foi realizada sob a ótica dos estudos de gênero, daí a importância de abordar a ascensão das mulheres como sujeitos históricos, os quais foram alçados pela historiografia, mas também pelos movimentos feministas. No entanto, constatou-se que a forma pela qual esses impressos didáticos tangenciam a categoria de mulheres ainda ocorre de maneira tradicional, sem levar em consideração as diferentes categorias de mulheres e suas reivindicações, colaborando para o fortalecimento de uma narrativa fragmentada acerca desses sujeitos históricos, somando-se aos desafios educacionais contemporâneos.

Publicado
2019-11-25