A caracterização dos saberes a ensinar aritmética a partir das finalidades do curso primário na Escola de Aprendizes Artífices

  • Cleber Schaefer Barbaresco Universidade Federal de Santa Catarina
  • David Antonio da Costa Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

As Escolas de Aprendizes Artífices (EAAs), apresentam-se como uma rede de ensino profissional, criadas na Primeira República, com uma forma escolar e propósito dicotômico de formação: geral e profissional. Esta forma escolar sistematiza e estrutura o seu ensino sobre saberes formalizados, decorrente de um movimento de objetivação. Esta comunicação, tem como objetivo apresentar o movimento de caracterização dos saberes a ensinar aritmética a partir das finalidades do curso primário das EAAs.  São utilizados como ferramental teórico metodológico os estudos de Vicent,, Lahire e Thin (2001) e Hofstetter e Schneuwly (2017) para captar a organização, estruturação e as finalidades dos saberes em torno do ensino de aritmética indicados nos decretos federais, que regulamentam e normatizam as escolas, e dos relatórios ministeriais e de direção que descrevem a sua gestão. O estudo mostra que há uma transformação dos propósitos do ensino da aritmética ao longo do tempo: inicialmente uma aritmética voltada aos rudimentos do contar para uma aritmética profissional relacionada aos ofícios.

Biografia do Autor

Cleber Schaefer Barbaresco, Universidade Federal de Santa Catarina
Programa de Pós Graduação de Educação Científica e Tecnológica / Mestrado
David Antonio da Costa, Universidade Federal de Santa Catarina
Professor da Universidade Federal de Santa Catarina, do Departamento de Metodologia de Ensino e do Programa de Pós Graduação de Educação Científica e Tecnológica.

Referências

Cunha, L. A.. (2000) O ensino de ofício nos primórdios da industrialização. São Paulo: Editora UNESP.

Fonseca, C. S.. (1986) História do ensino industrial. Rio de Janeiro: SENAI, v.1.

Hofstetter, R. & Schneuwly, B. (2017) Saberes: um tema central para as profissões do ensino e da formação. In: Hofstetter, R. Valente, W. R. (Org.). Saberes em (trans) formação: tema central a formação de professores. 1 ed. São Paulo: Editora da Física, p. 113 - 172.

Queluz, G. L.. (2000) Concepções de Ensino Técnico na República Velha (1909 – 1930). Curitiba: CEFET-PR.

Valente, W. R.. (2016) Les enjeux da pesquisa em história da educação matemática nos anos iniciais escolares. Revista Diálogo Educacional (PUCPR. Impresso), v. 16, p. 271 - 299.

Vincent, G.; Lahire, B. & Thin, D.. (2001) Sobre a história e a teoria da forma escolar. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 33, jun, p. 7- 47.

Publicado
2019-04-24
Seção
Sessões Coordenadas