O DESCRÉDITO DISCURSIVO: PRÁTICA DOCENTE DA MULHER NEGRA

  • Guilherme Costa Garcia Tommaselli IFMS- Campus Três Lagoas
  • Daiane Aparecida Fernandes da Silva.

Resumo

O DESCRÉDITO DISCURSIVO: PRÁTICA DOCENTE DA MULHER NEGRA.

Resumo:

Neste trabalho procuramos refletir sobre a mulher negra docente e o descrédito discursivo em sua prática docente, quais os possíveis motivos? Como ele acontece? Assim, procuramos explorar as causas do descrédito discursivo na prática docente da mulher negra vinculados com o racismo e machismo estrutural que afetam o Brasil. Para tanto fizemos uma pesquisa bibliográfica e explorando preferencialmente autoras militantes do movimento negro brasileiro, como Djamila Ribeiro e Lélia Gonzáles para tentar explicar esse fenômeno desde a fase da escravização que se deu em meados do século XVI, e pontuando questões raciais ainda existentes no século XXI. Através das pesquisas realizadas observou-se que o feminismo universal não abrange as especificidades da mulher negra, e tampouco se fazem valer as leis de defesa étnico-raciais no Brasil. É preciso exatidão e objetividade quando se fala de gênero, e principalmente quando este é associado à raça, e à docência.

 

Palavras-chave:  Professora Negra; Racismo estrutural; Prática docente.

Publicado
2021-07-19