UM DIÁLOGO ENTRE NORBERT ELIAS E MICHEL DE CERTEAU: análise das “práticas figuradas” em produções acadêmicas como produtoras de um discurso historiográfico sobre o ensino secundário

Fernando Vendrame Menezes

Resumo


Neste texto, empreendemos um duplo movimento. No primeiro, buscamos delimitar como constituímos o entendimento de “práticas figuradas” como repertório teórico-conceitual, a partir do entrelaçamento dos conceitos de práticas, de Michel de Certeau, e de figuração, de Norbert Elias. No segundo, procedemos a análise de produções acadêmicas que investigaram a implementação do ensino secundário nas cidades de Belo Horizonte e Campo Grande, visando identificar nestas produções os indícios e vestígios destas práticas figuradas. Argumentamos no transcorrer do texto que as práticas figuradas se constituem como um conjunto complexo de figurações sociais que os indivíduos desenvolvem no espaço acadêmico como tática ou estratégia para manter ou alterar sua posição neste espaço. Neste sentido, as práticas figuradas determinaram a produção de um discurso historiográfico sobre o ensino secundário nas duas cidades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação
                         Faculdade de Educação
        Universidade Federal de Mato Grosso do Sul