EDITORIAL

  • Giovani Ferreira Bezerra (UFMS/CPNV)

Resumo

Caros(as) leitores(as),


É com grande prazer e contentamento acadêmico que lhes apresento o primeiro número de Perspectivas em Diálogo: Revista de Educação e Sociedade. Esta é, portanto, uma revista científica estreante, que, após, muitas lutas e esforços coletivos, acaba de nascer no campus de Naviraí da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/CPNV). A proposta de sua criação data de meados de 2013. Logo, vivemos um ano de preparativos, ensaios, estudos, busca de contatos e organização do corpo editorial. O resultado conquistado nesse ínterim é o que ora lhes apresentamos.

Resultado demorado, poderá pensar o leitor(a). Todavia, é preciso ponderar que estrear uma revista dessa natureza não é empreendimento fácil, o que explica, em parte, a demora pelo lançamento do primeiro número do periódico nascente. Com o produtivismo acadêmico imperando, e levando os pesquisadores a buscar cada vez mais os periódicos com Qualis elevado, foi difícil conseguir artigos para uma revista que era, até então, um projeto, uma ideia, um sonho coletivo de docentes e discentes do CPNV. Não obstante, nessa busca, tive o apoio e a gentil recepção de alguns pesquisadores, docentes e discentes de graduação e/ou pós-graduação, que, cordialmente, aceitaram o meu convite e me confiaram seus textos, alguns sequer sem me conhecer pessoalmente. Esses pesquisadores aparecem neste número e no seguinte, que sairá ainda este ano.

Sendo assim, quero fazer deste editorial festivo (pois todo nascimento é sempre uma festa, uma nova possibilidade de existência) um editorial de agradecimento, fugindo ao protoco de apresentação dos textos. Deixo para os leitores a tarefa de degustar e dialogar com os artigos, a partir de suas próprias perspectivas. E, seguindo nessa linha de raciocínio, externo meus agradecimentos aos pesquisadores que dedicaram seu tempo e seu trabalho para socializar e dialogar conosco o conhecimento produzido com suas pesquisas, experiências e perspectivas em educação. Obrigado por aceitarem o convite ao diálogo e se colocarem como nossos (inter)locutores na polissemia que, ontologicamente, envolve a fenômeno educacional.

Agradeço também aos professores que estiveram comigo nesse projeto, em grande parte acalentado pela professora Josiane Peres Gonçalves, então diretora do campus de Naviraí e defensora incansável de uma revista científica no CPNV; o professor Lisandro Rodrigues de Almeida Braga, que esteve comigo nos primeiros momentos de concepção da revista; o professor Esmael Alves de Oliveira, a quem nosso periódico deve seu nome e que também foi um dos defensores e articuladores desse projeto, dele tendo que se afastar posteriormente.

Por fim, só tenho a dizer que os artigos desta edição inaugural são muito pertinentes à educação contemporânea, versando sobre variados temas que atenderão às expectativas dos(as) leitores(as) e abrirão novos canais de (inter)locução acadêmica. Esse é o nosso desejo, como organizadores e coordenadores de mais um periódico científico. Que o sentido da palavra diálogo, conhecimento partilhado entre dois, isto é, entre pessoas, possa encontrar nessa revista um dos seus modos de expressão e circulação. Uma boa leitura a todos(as).

Naviraí, 10 de junho de 2014
Prof. Me. Giovani Ferreira Bezerra
Editor-chefe

Publicado
2014-06-12
Seção
Editorial