Estranhos a nossa porta

  • Juliana Tomiko Ribeiro Aizawa UFGD
  • César Augusto Silva da Silva UFMS
Palavras-chave: migração, refúgio, diáspora

Resumo

Resenha de uma das últimas obras do sociólogo Zigmund Bauman, sobre a crise migratória. É uma  interdisciplinar para estudantes e pesquisadores das ciências sociais, pois direta ou indiretamente há a necessidade em acolher esses “estranhos” que batem à porta, em razão da crise política migratória mundial, que reflete frontalmente com a diáspora forçada de povos que vivem em regiões de conflito e perseguição. O livro pode ser utilizado a nível de graduação e pós graduação, por ter uma linguagem simples, fluída e dinâmica.

Biografia do Autor

Juliana Tomiko Ribeiro Aizawa, UFGD
Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2015). Atualmente é professora de prática processual civil do Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran). Pós-Graduada em Direito e Processo do Trabalho. Mestranda em Fronteiras e Direitos Humanos na UFGD. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Direito Público.
César Augusto Silva da Silva, UFMS
Possui Graduação em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995), Mestrado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e Doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013). Possui a Certificação Acadêmica do Instituto Interamericano de Direitos Humanos de San Jose da Costa Rica. Atualmente é professor adjunto da Faculdade de Direito (FADIR) da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande, e professor do Mestrado Interdisciplinar Fronteiras e Direitos Humanos da Faculdade de Direito e Relações Internacionais da UFGD, em Dourados-MS. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direitos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: refugiados, migrações internacionais, direitos humanos, direito internacional, cidadania e relações internacionais.

Referências

BAUMAN, Zigmmund. Estranhos a nossa porta. Rio de Janeiro: Zahar, 2017, 119 páginas, 14x21 cm.

Publicado
2019-03-19
Seção
Resenha(s)