A Formação de Professores Indígenas no território etnocultural “Povos do Pantanal”

Vlademir Sérrgio Bondarczuk, Thiago Pedro Pinto

Resumo


Apresentamos neste artigo um recorte da pesquisa de mestrado que teve como objetivo traçar compreensões sobre o curso de Licenciatura Intercultural Indígena “Povos do Pantanal” (PROLIND) do Campus de Aquidauana – MS da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Essas compreensões foram traçadas na elaboração de uma narrativa, apresentada ao final do trabalho, na qual buscamos caracterizar os processos que levaram à criação, implantação e estruturação, bem como os perfis do corpo docente e a estrutura física da instituição, constituindo uma versão histórica sobre o curso. Para desenvolvermos nossa pesquisa adotamos a História Oral como metodologia de pesquisa, que nos permitiu produzir fontes históricas intencionalmente, na narrativa de nossos entrevistados e na criação de uma narrativa a respeito do curso. Foram realizadas seis entrevistas e documentos oficiais foram investigados para a construção de nossa história. Uma narrativa foi criada, na qual pudemos tecer nossas compreensões acerca da criação do curso, ficando evidenciado, entre alguns fatores apresentados, que a criação de um curso inédito dentro da UFMS voltado para a formação de indígenas, trouxe ganhos sociais e culturais tanto para a Universidade, quanto para os povos indígenas e que existiu um desejo, tanto por parte de professores como por parte da comunidade indígena que o curso fosse implantado de forma permanente e regular, ou ainda, que outros cursos fossem oferecidos além da licenciatura de forma a atender outras necessidades dos “Povos do Pantanal”, com a criação de uma Faculdade Indígena. O curso trouxe aos povos indígenas um empoderamento para que enfrentem a difícil distinção que a sociedade branca os impõe.


Texto completo:

PDF

Referências


Bauer, Martin W; Gaskell, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

Costa, Marisa Vorraber; Bujes, Maria Isabel. Caminhos investigativos III: riscos e possibilidades de pesquisar nas fronteiras. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

Cury, F. G. Uma narrativa sobre a formação de professores de Matemática em Goiás. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2007.

Demarchi, André; Morais, Odilon. Mais algumas ideias equivocadas sobre os índios ou o que não deve mais ser dito sobre eles. Projeto de Pesquisa. Universidade Federal do Tocantins. 2015.

Freire, José Ribamar Bessa. 2002. Cinco ideias equivocadas sobre o índio. In: Cenesch: Revista do Centro de Estudos do Comportamento Humano, Manaus, v. 1, p. 17-33.

Galvão, Célia. Narrativas em Educação. Revista Ciência & Educação, v. 11, n. 2, p. 327-345, 2005.

Garnica, Antonio Vicente Marafioti; Fernandes, Déa Nunes; Silva, Heloisa Da. Entre a Amnésia e a Vontade de nada Esquecer: notas sobre regimes de historicidade e história oral. Boletim de Educação Matemática v. 25, n. 41, p. 213–250 , 2011. Disponível em: .

Garnica, A. V. M. História Oral e Educação Matemática - um inventário. Revista Pesquisa Qualitativa, São Paulo (SP), v. 02, n. 01, p. 137-160, 2006.

Goldenberg, Mirian. A Arte de Pesquisar: Como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

Martins-Saladim, M. E. Práticas de pesquisa em história da educação matemática. In: SEMINÁRIO SUL-MATO-GROSSENSE DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 10., 2016, Campo Grande Anais eletrônicos...Campo Grande: UFMS, 2016. Mesa-redonda. Disponível em: < http://seer.ufms.br/index.php/sesemat/article/view/2836/2197>. Acesso em: 23.dez.2016.

Pimenta, R. P. B. Atribuição de Responsabilidade da Atual Situação do Índio e o Preconceito Contra os Povos Indígenas Brasileiros. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIANIA, 2009.

Silva, C. A. da. Práticas de um professor de matemática em contexto multicultural. Dissertação Mestrado em Educação Matemática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande∕ MS, 2011Tese de Doutorado em Educação Matemática. São Paulo: Universidade Anhanguera de São Paulo.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.