A ALTERNÂNCIA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: Dificuldades e possibilidades de uma experiência em construção

  • Mariana Esteves de Oliveira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas (UFMS/CPTL)

Resumo

Neste texto, propomos uma reflexão acerca do potencial que a Pedagogia da Alternância, aplicada à Educação do Campo, tem para constituir o paradigma educativo emancipador, requerido pelo núcleo originário do movimento camponês nas escolas do campo. Para dimensionar a prerrogativa transformadora que a metodologia implica (ou não), analisamos a experiência do Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio em Alternância, desenvolvido na Etec de Andradina – SP, por meio de um olhar sobre sua implantação, sua estrutura, currículos e práticas escolares. Ao observarmos os vínculos da instituição com o agronegócio e outras demandas de mercado, percebemos as contradições deste processo e buscamos as brechas e resistências que nos permitiram relativizar os limites que se apresentaram.

PALAVRAS- CHAVE: Educação do Campo; Pedagogia da Alternância; Emancipação; Reprodução;  Escola Agrícola. 

Biografia do Autor

Mariana Esteves de Oliveira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas (UFMS/CPTL)
Geografia > Geografia Humana