O percurso formativo no ensino superior de um tradutor/intérprete de Libras com deficiência: autobiografia como uma abordagem de investigação

Resumo

Este artigo é fruto de uma pesquisa de conclusão de curso e objetiva visibilizar e problematizar o percurso formativo de uma pessoa com deficiência durante sua graduação em um curso de Tradução e Interpretação Libras – Língua Portuguesa. Para tanto, são destacadas as experiências do primeiro autor durante seu percurso universitário de formação como tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais (Libras), em um processo teórico-metodológico amparado pela pesquisa autobiográfica e pelo recurso metodológico narrativo das cenas (LUZ, 2011). A análise interpretativa foi realizada à luz do referencial teórico dos estudos socioculturais da deficiência em articulação com a formação do intérprete de Libras, a partir de um breve levantamento bibliográfico da área. São tecidas algumas considerações a respeito das (im)possibilidades e dificuldades de formação de um intérprete de Libras com deficiência no contexto universitário, evidenciando a problemática da formação de tradutores e intérpretes de Libras (também) com deficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Cardoso Sabino, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos - SP

Bacharel em Tradução e Interpretação Libras/Língua Portuguesa pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Tradutor e intérprete de Libras.

Janaina Cabello, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos - SP

Doutora em Educação pela Universidade de Campinas (UNICAMP). Professora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), no bacharelado em Tradução e Interpretação Libras/Língua Portuguesa (TILSP/UFSCar).

Referências

AMORIM, Joyce Fernanda Guilnada de; RAFANTE, Heulália Caiado; CAIADO, Kátia Regina Moreno. A organização política das pessoas com deficiência no Brasil e suas reivindicações no campo educacional. Revista de Educação Especial, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/38129/pdf. Acesso em: 16 abr. 2021.

BRASIL. Lei nº. 7853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre a Política de Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7853.htm. Acesso em 12 jan. 2021.

BRASIL. Lei n.º 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras - e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm Acesso em 16 abr. 2021.

BRASIL. Decreto n.º 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em 16 abr. 2021.

BRASIL. Lei nº 12.319, de 1º de setembro de 2010. Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Brasília, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm . Acesso em: 21 jun. 2021.

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de jul. de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 21 jun. 2021.

BRITO, Fábio Bezerra de. O movimento surdo no Brasil: uma busca por direitos. Journal of Research in Special Education Needs, 16: 766-769. doi: 10.1111 / 1471-3802.12214, 2016. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/1471-3802.12214. Acesso em: 26 fev.2021.

CARNEIRO, Maria Sylvia Cardoso. Deficiência mental como produção social: Uma discussão a partir da história de vida de adultos com Síndrome de Down. 2007, 193 f (Dissertação de mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

CHAIBUE, Karime; AGUIAR, Tiago. Dificuldades na interpretação de libras para português. Revista virtual de cultura surda, 2016. Disponível em: https://editora-arara-azul.com.br/site/admin/ckfinder/userfiles/files/3%C2%BA%20Artigo%20REVISTA%2017%20Karime%20Chaibue.pdf. Acesso em: 11 maio 2021.

CUNHA, Renata Cristina. A pesquisa narrativa: uma estratégia investigativa sobre o ser professor. GT 2. V Encontro de Pesquisa em Educação. Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação. 18 a 20 de março de 2009. Universidade Federal do Piauí (UFPI), 2009.

FERREIRA, Daiane. Estudo comparado de currículos de cursos de formação de tradutores e intérpretes de Libras-Português no contexto brasileiro. 2015. 182 p. Dissertação de mestrado em Estudos da Tradução. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/169308/341257.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 21 maio 2021.

FILIETAZ, Marta Proença. Atuação do tradutor-intérprete de língua de sinais/língua portuguesa. I SIES: Trajetória do Estudante Surdo (encontro), 2008. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/seminariosurdez/pages/arquivos/palestra_mesa_03_01.pdf Acesso em: 14 jun. 2021.

GOMES, Elihab Pereira, MENDES, Jean Michel, ALMEIDA, José Rogécio de S., DUARTE, Heloisa Alencar, VIEIRA, Vanessa Rayane; FREIRE, Marco Aurélio M. Processos de inclusão de pessoas com deficiência no Ensino Superior: Uma revisão sistemática. Research, Society and Development, v. 10, n. 8, e11910816977-e11910816977, 2021.

GOULART, Daiana San Martins; BONIN, Iara Tatiana. Tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais: uma perspectiva histórica da profissão. Revista Educação Especial, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/40378. Acesso em: 27 jan. 2022.

GUARINELLO, Ana Cristina. et. al. Qualidade de vida do profissional intérprete de língua de sinais. Revista Distúrbios da Comunicação, p. 462-469, 2017. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/dic/article/view/30098. Acesso em: 14 mar. 2021.

GUARINO, Lizair. História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil. Brasília: Secretaria dos Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, p. 33-62, 2010.

JANNUZZI, Gilberta Martino. A Educação do Deficiente no Brasil: dos primórdios ao ínicio do século XXI. 243 p. 2004. Disponível em: https://docuri.com/download/jannuzzi-a-educacao-do-deficiente-no-brasil-dos-primordios-ao-inicio-do-seculo-xxi_59c1d4d8f581710b2865e111_pdf. Acesso em: 25 fev. 2021.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. Tradutores e intérpretes de língua Brasileira de sinais: formação e atuação nos espaços educacionais inclusivos. Cadernos de Educação, Pelotas, 2010. Disponível em https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/viewFile/1604/1487 Acesso em 10 dez.2021.

LAGUNA, Maria Cristina Viana. Concursos Públicos para Intérpretes de Libras no Estado do Rio Grande do Sul. III Congresso Nacional de Pesquisas em Tradução e Interpretação de Libras e Língua Portuguesa. Anais..., Florianópolis, 2012. Disponível em: http://www.congressotils.com.br/anais/anais/tils2012_politicasdetraducao_laguna.pdf. Acesso em: 27 jan. 2022.

LARA, Luiz Fernando. A gestão de pessoas e o desafio da inclusão das pessoas com deficiência: uma visão antropológica da deficiência. Revista Capital Científico, v. 11, n. 3, p. 121-142, 2013. Disponível em: https://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/view/1116. Acesso em: 15 jun. 2021.

LUZ, Renato Dente. Cenas surdas parentais: em busca da aparição de surdos na contemporaneidade. 2011. 342 p. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e o Desenvolvimento Humano) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, 2011. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-12092011-095017/pt-br.php. Acesso em: 15 jun. 2021.

MARIANI, Fábio; MATTOS, Magda; CLANDININ, D. Jean; CONNELLY, F. Michael. Pesquisa narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Revista de Educação Pública, v. 21, n. 47, p. 663-667, 2012. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/1766. Acesso em 12 dez. 2021.

MARQUES, Valéria; SARTRIANO, Cecília. Narrativa autobiográfica do próprio pesquisador como fonte e ferramenta de pesquisa. Linhas Críticas, v. 23, n. 51, p. 369-386, 2017. Disponível em https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/8231/6742 Acesso em 22 jan. 2022.

MARTINS, Vanessa Regina de Oliveira; NASCIMENTO, Vinícius. Da formação comunitária à formação universitária (e vice e versa): novo perfil dos tradutores e intérpretes de língua de sinais no contexto brasileiro. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 35, n. 2, p. 78-112, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/2175-7968.2015v35nesp2p78/30709. Acesso em: 12 dez. 2021.

MELLO, Anahi Guedes. Deficiência, incapacidade e vulnerabilidade: do capacitismo ou a preeminência capacitista e biomédica do Comitê de Ética em Pesquisa da UFSC. Ciência e saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 10, p. 3265-3276, 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016001003265&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 07 nov. 2020.

PERLIN, Gladis. Identidades surdas. In: SKLIAR, Carlos. (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998.

RODRIGUES, Leandro Cássio. A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho: um estudo de caso. 112 p. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

SABINO, Vinícius Cardoso. Percursos de inclusão/exclusão: relatos autobiográficos de uma pessoa com deficiência em formação como tradutor e intérprete de Libras. Trabalho de Conclusão de Curso. Bacharelado em Tradução e Interpretação Libras/Língua Portuguesa – Departamento de Psicologia. Universidade Federal de São Carlos, 2021.

SANTOS, Silvana Aguiar. Tradução e interpretação de língua de sinais: deslocamentos nos processos de formação. Cadernos de Tradução. 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/2175-7968.2010v2n26p145/14227 Acesso em: 05 jun. 2021.

SANTOS, Carlene da Penha. Políticas inclusivas e a formação do Trabalhador Intérprete de Libras (TILS) atuante no ensino superior. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) João Pessoa, 203 p., 2018. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/14699/1/Arquivototal.pdf Acesso em: 05 jun. 2021.

SAWAIA, Bader. Fome de felicidade e liberdade. In: Muitos Lugares para Aprender/ Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária - CENPEC – São Paulo; CENPEC / Fundação Itaú Social / Unicef, 2003.

SILVA, Luanny Helena Miranda; TOPANOTTI, Mara Alice Barp.; ABREU, Maiara Caroline Soares.; JULIANI, Moacir.; NYARI, Nádia Ligianara. A acessibilidade atitudinal: as atitudes do Outro e a Inclusão Educacional no Ensino Superior. Interação, 2021. Disponível em https://interacao.org/index.php/edicoes/article/download/185/137. Acesso em 12 dez. 2021.

SILVEIRA, Aline Machado; SILVA, Henrique Borges; MAFRA, João da Silva. Educação inclusiva no Brasil. Cadernos da Fucamp. V. 18, n. 33. 2019. Disponível em: http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/view/1783. Acesso em: 13 abr. 2021.

SIMÕES, Ceane Andrade. Narradoras e narradores são poetas de si, compositoras e compositores de suas existências. In: REIS, Graça. et. al. (orgs). Narrativas na/da pandemia. Rio de Janeiro: Ayvu Editora, 2021.

SOUZA, Elizeu Clementino de. (Org.) Autobiografias, história de vida e formação: pesquisa e ensino. Salvador/ Bahia: EDUNEB – EDIPUCRS, 2006.

SKLIAR, Carlos. Os estudos surdos em educação: problematizando a normalidade. In: SKLIAR, C. (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998.

VENDRAMIN, Carla. Repensando mitos contemporâneos: o capacitismo. Revista Sofia. Campinas, Unicamp, 2019. Disponível em: https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/simpac/issue/view/112/showToc. Acesso em: 25 fev. 2021.

Publicado
2022-05-27
Como Citar
Sabino, V. C., & Cabello, J. (2022). O percurso formativo no ensino superior de um tradutor/intérprete de Libras com deficiência: autobiografia como uma abordagem de investigação. Perspectivas Em Diálogo: Revista De Educação E Sociedade, 9(20), 322-338. https://doi.org/10.55028/pdres.v9i20.15261